Macário não será candidato a Faro pelo PSD

Macário não será candidato a Faro pelo PSD

418
PARTILHE
Jorge Moreira da Silva
Jorge Moreira da Silva veiculou a posição do PSD nacional

Um comunicado disponibilizado no sítio oficial do PSD nacional afasta da corrida autárquica à presidência da Câmara de Faro Macário Correia – actual presidente da autarquia -, pelo menos com o apoio do PSD.

Segundo o PSD, “a desejável recandidatura do Eng. Macário Correia à Câmara Municipal de Faro, atendendo aos importantes serviços prestados à comunidade, estava dependente da total e atempada clarificação (isto é, até 31 de Março de 2013 – prazo previsto para a homologação nacional de todos os candidatos) do processo relativo à eventual perda do seu mandato autárquico”, facto que não se verificou atempadamente.

O sítio do PSD esclarece que foi Macário quem comunicou ao partido “a decisão da não recandidatura” a Faro, numa reunião realizada “por da Comissão Política Nacional (CPN), com a Comissão Política Distrital (CPD) e com a Comissão Política de Secção de Faro (CPS)” com a justificação de “de não estar ainda concluído o seu processo judicial e de não querer prejudicar o calendário e a estratégia eleitoral do PSD”.

A CPN através do comunicado assinado por Jorge Moreira da Silva, primeiro Vice-Presidente da CPN do PSD, anuncia que a CPC submeterá à CPN, para efeitos de homologação, até 24 de Março, o nome do novo candidato à presidência da Câmara Municipal de Faro.

- Pub -

Recorde-se que Macário, já por três vezes viu recusado um recurso interposto para o Tribunal Constitucional da decisão do Supremo Tribunal Administrativo que determinou a perda de mandato na Câmara de Faro por alegadas ilegalidades praticadas pelo autarca enquanto presidente da Câmara de Tavira.

Jantar de reconhecimento está a ser organizado em Tavira
Entretanto está a ser organizado em Tavira “para um agradecimento da população local” um jantar de homenagem, e confraternização, a Macário Correia.

De acordo com os organizadores, uma Comissão de Tavirenses que afirma “está, e pretende manter-se, fora do espectro político-partidário”, o jantar serve para dar cumprimento “àquilo que consideram
um dever de cidadania e que deveria ter tido lugar no final do seu [de Macário] terceiro mandato”.
Não obstante, e ainda que em Tavira se ouçam rumores do possível regresso de Macário Correia à autarquia, a invocação do fundamento para uma não recandidatura a Faro, de “não querer prejudicar o calendário e a estratégia eleitoral do PSD”, impedirá que Macário Correia se possa candidatar a Tavira pelo partido .

Em aberto fica a possibilidade de candidatura a qualquer autarquia enquanto independente ou com o apoio de outras forças partidárias ou movimentos cívicos, uma vez que, Macário Correia não está inibido do desempenho de cargos públicos.

Facebook Comments

Comentários no Facebook