Tavira acolhe mostra Dieta Mediterrânica em feira

Tavira acolhe mostra Dieta Mediterrânica em feira

296
PARTILHE
Praça da República em Tavira
Centro de Tavira acolhe o evento

Tavira prepara-se para receber este fim-de-semana a 1.ª Feira da Dieta Mediterrânica, naquele que é mais um passo na divulgação da candidatura transnacional da Dieta Mediterrânica a Património Cultural Imaterial da Humanidade, que conta com a cidade do Gilão como representante nacional.

A gastronomia, o artesanato, os produtos nacionais, as formas de convívio e celebração são o espelho de um estilo de vida transversal a muitos povos do mediterrâneo e que, de geração em geração, se tem sabido ser preservado no país, na região e, particularmente, em Tavira.

Feira anima centro de Tavira

Nos dias 6, 7 e 8 de Setembro, um pouco por todo o centro da cidade, terão lugar uma série de actividades com o intuito de promover e dar a conhecer um pouco melhor um património milenar que é nosso e interessa preservar.

- Pub -

A Feira da Dieta Mediterrânica engloba assim um “mercado de produtores”, um espaço dedicado aos “sabores da dieta mediterrânica”, passeios no território, oficinas de gastronomia, degustações e provas cegas, colóquios e exposições, além de acções de sensibilização que passam pelos rastreios cardiovasculares e pelo aconselhamento nutricional, bem como, actividade física e muita música tradicional.

A Dieta Mediterrânica enquanto forma gastronómica tem princípios nutricionais assentes em tradições culinárias que estão bem vivas nos povos do mediterrâneo e que a região bem conhece. A cozinha simples de cozidos, ensopados e caldeiradas, o elevado consumo de frutas e vegetais de época, a utilização das ervas aromáticas, o consumo frequente de peixe, a presença do azeite como principal gordura e o vinho à mesa, são ingredientes a que só falta juntar o convívio.

Tavira enquanto cidade escolhida para liderar em Portugal o processo de candidatura à UNESCO, vai conhecer a decisão em Dezembro, no Azerbaijão. A candidatura é promovida por Portugal, em articulação com Chipre e Croácia e, se aprovada, estes países juntam-se a Grécia, Espanha, Itália e Marrocos, que desde 2010 já viram inscritas as suas dietas mediterrânicas na lista de património imaterial da UNESCO.

 

Facebook Comments
PARTILHE
Email: jornalpostal@gmail.com

Comentários no Facebook