Morte de Eusébio deixa país de luto

Morte de Eusébio deixa país de luto

358
PARTILHE
Eusébio da Silva Ferreira
Eusébio da Silva Ferreira é o nome maior do futebol português de todos os tempos

Faleceu hoje durante a madrugada o futebolista Eusébio da Silva Ferreira, uma das figuras de proa do futebol mundial e nacional conhecido em Portugal e no mundo simplesmente como Eusébio,.

A figura maior do futebol português faleceu em Lisboa cerca das 4.30 horas, vítima de paragem cardio-respiratória, avançou a Agência Lusa, citando fonte do Benfica. A morte do jogador verificou-se depois do mesmo ter sido assistido pelo INEM, o que se viria a revelar insuficiente para manter entre nós um dos mais relevantes desportistas nacionais que sucumbiu assim, aos 71 anos de idade, a problemas do foro cardíaco de que padecia há já alguns anos.

Natural de Moçambique, onde nasceu a 25 de Janeiro de 1942, cedo (1960) foi trazido para Portugal para integrar as fileiras do Sport Lisboa e Benfica, o clube onde viria a permanecer durante anos e onde se sagraria como figura incontornável.

Registos impressionantes ao serviço do Benfica

- Pub -

O Pantera Negra, alcunha pela qual ficou conhecido no mundo futebolístico, ganhou com a camisola encarnada do clube da Segunda Circular 11 campeonatos nacionais e cinco Taças de Portugal. No registo contam ainda ao serviço do clube da Luz, uma Taça dos Campeões Europeus e a participação em três finais adicionais da competição. No total Eusébio deu ao Benfica 638 golos alguns dos quais absolutamente memoráveis, mesmo para aqueles que nunca o viram jogar ao vivo e que apenas conheceram o seu potentíssimo remate a partir de imagens televisivas.

A Bola de Ouro

Eusébio foi Bola de Ouro em 1965, à data prémio para o melhor jogador europeu, um galardão que só viria a ser conquistado novamente por portugueses em 2000, por Luís Figo, e em 2008, por Cristiano Ronaldo. Venceu a Bota de Ouro, de melhor marcador europeu nas temporadas 1957/58 e 1972/73, tendo sido sete vezes o melhor marcador nacional.

Pela selecção nacional o futebolista marcou 41 golos, nas 64 participações que fez em jogos oficiais com a camisola das Quinas e deixaria para sempre na memória dos portugueses a força inabalável de quem acredita até ao último minuto na vitória.

O adeus a um dos grandes da alma lusa

Ao lado de Amália Rodrigues, falecida em 1999, e José Saramago, que morreu em 2010, Eusébio da Silva Ferreira é um dos nomes maiores do panorama nacional que faleceram nos últimos anos. Embaixadores do país no mundo, a par de outras figuras de destaque e relevo também eles incontestáveis, há nomes que nunca morrem ainda que, como hoje, lhes tenhamos de dizer adeus.

 

Facebook Comments

Comentários no Facebook