Porto Editora ganha Saramago

Porto Editora ganha Saramago

358
PARTILHE
José Saramago
Saramago, nobel da literatura português, faleceu em Junho de 2010

Desde o dia 22 que a dúvida pairava no mercado editorial português. Qual seria a chancela escolhida para publicar as obras do Nobel da Literatura português depois de, no passado dia 22, a Caminho ter tornado publico que não tinha chegado a acordo com as herdeiras do escritor José Saramago para continuar a ser a responsável pela publicação da obra do autor, 35 anos depois de ter dado início à parceria.

A questão teve resposta hoje e a escolha recaiu sobre a Porto Editora, que passa assim a ser a marca que detém no universo editorial os direitos sobre um dos nomes da escrita lusa com maior peso nacional e internacional.

De acordo com a Agência Lusa, a Fundação José Saramago difundiu um comunicado em que se refere que “as herdeiras de José Saramago escolheram a Porto Editora para editar e distribuir a obra literária de José Saramago, em Portugal e nos demais países da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, à excepção do Brasil”.

Obra inédita antes do Verão

“Alabardas, alabardas, espingardas, espingardas”, um romance inédito do escritor português falecido em Junho de 2010, será, de acordo com declarações de fonte editorial citadas pela Agência Lusa, editado “antes do Verão” já com a chancela da nova editora.

Manuel Alberto Valente, da Porto Editora, passa a ser o editor responsável pela obra de Saramago.

Em comunicado, citado pela Agência Lusa, Pilar del Río e Violante Saramago Matos (viúva e filha do escritor), sustentaram que a Fundação e a Porto Editora “vão definir estratégias conjuntas de divulgação da obra do escritor em todo o mundo, com especial atenção à comunidade lusófona”.

Na escolha, as herdeiras elogiam o facto de a Fundação Círculo de Leitores, que faz parte do Porto Editora, ter criado o Prémio Literário José Saramago, que “distingue jovens escritores de língua portuguesa”, e sublinham o “impulso” que aquela fundação deu à carreira literária de José Saramago, com a edição de “Viagem a Portugal” em 1981. A edição desta obra “veio a permitir que [José Saramago] se dedicasse a tempo inteiro à escrita”, dizem.

A Porto Editora festeja 70 anos de existência e, do seu catálogo, fazem parte autores como Sophia de Mello Breyner Andresen, Mário de Carvalho, Mário Cláudio, Eugénio de Andrade e Valter Hugo Mãe. 

(com LUSA)

Facebook Comments

Comentários no Facebook