INE revela dados positivos nas exportações

INE revela dados positivos nas exportações

316
PARTILHE
Navio de contentores
INE revelou resultados positivos nas exportações

O Instituto Nacional de Estatística (INE) publicou ontem os dados sobre o comportamento das exportações e importações no último trimestre de 2013.

De acordo com INE as exportações de bens aumentaram 6,4% e as importações 3,3% no 4º trimestre de 2013, face ao período homólogo (4º trimestre de 2012), tendo-se verificado uma redução do défice da balança comercial no montante de 257 milhões de euros.

A taxa de cobertura, relação entre o volume de exportações e importações, fixou-se nos 82,2%, mais 2,4 pontos percentuais (p.p.) para o mesmo período, revelam ainda os dados do instituto.

Na análise integral do ano de 2013, face ao de 2012, o organismo responsável pelo tratamento dos dados estatísticos em Portugal revelou que, “no conjunto do ano as exportações de bens aumentaram 4,6% (menos do que em 2012 onde o crescimento tinha sido de 5,7%) e as importações de bens 0,8% (verificando-se uma inversão da tendência de queda acentuada das importações registada em 2012, com -5,2%), determinando uma taxa de cobertura de 83,6% (80,6%, em 2012)”. 

Indicador avançado com melhor resultado

Ainda de acordo com o INE, o indicador avançado das exportações (Índice de Novas Encomendas na Indústria, que permite antecipar os pedidos de produtos à indústria portuguesa) registou uma variação homóloga menos negativa, com especial destaque no âmbito das exportações para o índice do mercado externo que registou uma quebra de 5,4% em Dezembro de 2013, quando em Novembro registava -7,1%.

Quanto às encomendas nacionais à indústria em Dezembro de 2013 o índice cresceu 7,3%, bem acima dos 2,2% registados em Novembro.

A balança comercial tem vindo a ser cada vez menos negativa para Portugal numa inversão da tendência típica do país de acumular elevadíssimos défices comerciais, desde 2008 que a taxa de cobertura não pára de crescer registando um diferença positiva de perto de 25 p.p. desde essa altura até ao presente (ver gráfico).

Dados da taxa de cobertura da balança comercial (Fonte INE)
Dados da taxa de cobertura da balança comercial (Fonte INE)
Facebook Comments

Comentários no Facebook