Polaco Michal Kwiatkowski vence Volta ao Algarve

Polaco Michal Kwiatkowski vence Volta ao Algarve

324
PARTILHE
Michal Kwiatkowski
Vítor Aleixo, presidente da Câmara de Loulé, felicitando Michal Kwiatkowski

O ciclista polaco Michal Kwiatkowski (Omega Pharma/Quickstep), vencedor da Volta ao Algarve, reconheceu que gostava de conquistar a classificação da juventude na próxima Volta a França.

“No Tour não tenho objectivos específicos. Talvez andar de branco alguns dias… e se pudesse mesmo conservar a camisola até ao último dia e ganhar a juventude era muito bom”, admitiu o terceiro melhor jovem na Volta a França de 2013, atrás do colombiano Nairo Quintana, que vai estar ausente em 2014, e do norte-americano Andrew Talansky.

Confessando que é “porreiro” ganhar uma volta por etapas, algo que não conseguia desde os tempos de amador, mais concretamente desde 2008, Kwiatkowski apontou como próximos objectivos o Tirreno-Adrático e a Milão-San Remo.

Feliz por ter vencido uma “Algarvia” que adora – “é a terceira vez que estou cá e gosto mesmo do público, é muito caloroso” –, o jovem polaco, de 23 anos, indicou que esta foi uma boa preparação para o que falta de temporada.

- Pub -

Contador garante nunca ter perdido boa forma

Por seu lado, o ciclista espanhol Alberto Contador, segundo classificado da 40.ª Volta ao Algarve, recusou a ideia de que está de volta à forma que o celebrizou, garantindo que “El Pistolero” nunca desapareceu.

Questionado sobre se o resultado na “Algarvia”, que venceu em 2009 e 2010, simbolizava o regresso do “grande” Contador, o ciclista que dominou o ciclismo mundial até ao seu caso de doping no Tour2010, o madrileno respondeu: “se pensam que alguma vez me fui embora, então sim. Cabe a vocês julgar”.

Apesar de negar alguma vez ter descido o patamar dos grandes do ciclismo mundial, o vencedor no alto do Malhão assumiu que está melhor do que no ano passado, em que foi apenas 4.º classificado na Volta a França.

“O ano passado também estive num bom nível no início da época, em Omã. Estive a discutir etapas e acabei bem na geral. Mas este ano as sensações são melhores, o trabalho foi mais bem feito”, admitiu.

Contador ainda não quer pensar no Tour2014 e vai dizendo que não sabe se vai bater Chris Froome, o vencedor de 2013, mas sim que tem de estar concentrado a 100% na linha de partida.

Sobre a vitória do seu grande adversário na Volta a Omã, o espanhol destacou que era óbvio que o britânico da Sky estava em boa forma. “Quando falava mostrava muita confiança. A vitória em Omã não me surpreende”, reconheceu o ciclista da Tinkoff/Saxo.

Já o ciclista britânico Mark Cavendish (Omega Pharma/Quickstep) deu mostras do seu conhecido mau feitio, ao não participar na cerimónia final do pódio, depois de vencer a quinta e última etapa da 40.ª Volta ao Algarve.

Depois de subir ao pódio como vencedor da etapa, Cavendish desceu as escadas da caravana, fez o director desportivo avisar que os jornalistas só tinham um minuto para questioná-lo.

E se a primeira pergunta até correu bem – “estou muito contente por ter ganho” –, nas outras o inglês mostrou algum incómodo.

Questionado sobre se estava contente por finalmente ter ganho, o britânico não percebeu a pergunta e disparou: “Só estamos em Fevereiro”.

Corrigida a questão ao acrescentar em Portugal, ‘Cav’ voltou a demonstrar o seu desagrado, interrompendo a entrevista com um simples “é só a minha segunda vez aqui”.

Cavendish desapareceu depois e recusou fazer a obrigatória entrevista à televisão oficial, assim como estar no pódio final com todos os vencedores.

(Agência Lusa)

Facebook Comments

Comentários no Facebook