Produção de laranja regista quebra

Produção de laranja regista quebra

353
PARTILHE
Laranja
Humidade excessiva afectou a resistência da laranja

A produção de laranja do Algarve registou uma quebra entre os 10% e os 20% na campanha deste Inverno em relação a 2013, sofrendo também uma redução na qualidade por causa da humidade excessiva, segundo os produtores.

“Tivemos menos quantidade do que em 2013 e menor qualidade”, declarou à Lusa Horácio Ferreira, um dos responsáveis da Cooperativa Agrícola de Citricultores do Algarve (Cacial).

Segundo Horácio Ferreira, neste Inverno houve “muita humidade no ar” o que veio contribuir para uma menor “resistência da laranja” e provocar quebras de produção na ordem dos 20%.

Em declarações à Lusa, o agricultor e produtor Fernando Cristina, da Cooprobol (Cooperativa de Produtos Agrícolas de Boliqueime, mas que abrange também as áreas de Albufeira, Lagoa, e Silves) explicou que a humidade no Algarve foi constante dando origem a um fungo.

- Pub -

“O fungo ataca de duas maneiras: junto da epiderme [da laranja] e fazer uma mancha e entrar a podridão ou então acumula-se o fungo no pé da laranja [pedúnculo] e cai”, contou Fernando Cristina, referindo que este Inverno pior que a podridão foi a “queda da laranja”, provocando uma quebra na produção na “ordem dos 15% a 20%”.

Pedro Madeira, presidente da Frusoal, sociedade com 23 anos de existência no Algarve e que congrega cerca de 50 produtores de citrinos, confirmou a quebra na produção na ordem dos 10% e argumentou que a principal culpada foi a humidade.

“Não foi a chuva a culpada, tivemos foi muita humidade que manteve os pomares molhados tempo demasiado e que não permitiu tratar a fruta contra determinadas doenças”, explicou, adiantando que “houve muita fruta que caiu” no chão, o que levou à diminuição da qualidade em termos de resistência do fruto ao transporte até ao ponto de venda.

Quebra vai estender-se à Primavera

A quebra na produção na campanha de Inverno, que está a terminar este mês “vai estender-se à campanha da Primavera”, admitiu aquele produtor, referindo que o mesmo período de humidade excessiva afectou a variedade da laranja da primavera em termos de queda de fruta.

Na campanha de Inverno, a laranja do Algarve é exportada em cerca de 50% para outros países europeus, designadamente para França, Suíça, Alemanha ou Polónia.

A laranja do Algarve havia registado, na campanha de verão de 2013, uma quebra global de produção entre 60% a 70% em relação a 2012, provocada pela onda de calor que houve na época da floração e que impediu a floração da laranja que seria para produzir este ano.

O Algarve produz em média entre 250 a 300 mil toneladas de laranja por ano.

(Agência Lusa)

 

Facebook Comments

Comentários no Facebook