Referendo diz sim à união da Crimeia com a Rússia

Referendo diz sim à união da Crimeia com a Rússia

317
PARTILHE

 

Vladimir Putin
A Crimeia manifestou em referendo a vontade de se juntar à Rússia a que preside Vladimir Putin

Num referendo que a comunidade internacional não considera legítimo, à excepção da Rússia que de acordo com o Presidente Vladimir Putin “se compromete a respeitar a vontade do povo da Crimeia”, 96,6% dos votantes disse sim à reunificação da Crimeia com a Rússia no referendo de ontem, informou hoje o presidente da Comissão Eleitoral da Crimeia, Mikhailo Malychev.

“Estes dados já não variam”, sublinhou Mikhailo Malychev, que estimou em 82,71% a participação na consulta celebrada na península banhada pelo mar Negro, em declarações ao canal de televisão “Krim”.

“Resultados definitivos do referendo em 96,6 a favor!”, escreveu, por sua vez, o primeiro-ministro pró-russo da Crimeia Serguii Axionov na sua conta de Twitter.

Comentários no Facebook