Aumento de turistas não evita quebra de consumo

Aumento de turistas não evita quebra de consumo

285
PARTILHE
Mais turistas a gastar menos significam quebra de receitas
Mais turistas a gastar menos significa quebra de receitas

O previsível aumento de turistas no Algarve durante o Verão, face a 2013, não deverá evitar uma quebra de 10% no consumo em restaurantes e no comércio, estimou à Lusa uma associação de concessionários.

A menos de dois meses da abertura da época balnear em Albufeira, a 17 de Maio, o presidente da Associação dos Industriais e Similares de Concessões da Orla Marítima do Algarve (Aiscoma) calcula que haverá mais turistas no Algarve, mas que gastarão menos.

Francisco Barbosa, que explora um restaurante na Praia do Castelo, em Albufeira, há 40 anos, conta que, no seu estabelecimento, já viu clientes pedirem uma sopa para três, apenas o ‘couvert’ e um copo de vinho ou casais a partilharem uma chávena de café.

“Normalmente são os estrangeiros que fazem isso, os portugueses têm muita vergonha de ir a um restaurante e pedir uma sandes ou só o ‘couvert’. Normalmente, se não têm dinheiro, não vão ao restaurante”, observou.

- Pub -

Para o responsável, o previsível aumento de 8% a 10% no número de turistas que visitarão a região não significa mais lucros para as empresas que sobrevivem do turismo, já que as pessoas vão passear “mas não têm dinheiro para gastar”. 

Quebra no consumo tem-se registado de norte a sul

Francisco Barbosa sublinhou que a quebra no consumo por parte dos turistas se tem registado “de norte a sul do país” e lembrou que todo o sector tem sido afectado, desde os concessionários e restaurantes de praia aos estabelecimentos situados nas zonas do interior.

Outro dos problemas que tem afectado os concessionários, apontou, é a obrigatoriedade, desde 2008, em manter um nadador-salvador por cada 50 metros, nos casos em que a frente de praia tenha uma extensão igual ou superior a 100 metros.

De acordo com o dirigente, muitos dos empresários são obrigados a recorrer a três nadadores-salvadores, de forma a substituir os outros em dias de folga ou perante qualquer ausência forçada, o que dificulta a rentabilização do aluguer de toldos, camas e chapéus-de-sol.

A época balnear nas 25 praias de Albufeira decorre entre 17 de Maio e 19 de Outubro, sendo este o primeiro concelho algarvio a iniciá-la, antes do arranque oficial, a 1 de Junho.

Desde 2009 que o período de época balnear naquele concelho é alargado para cinco meses, entre Maio e Outubro, em vez dos habituais três meses.

Este alargamento contempla as praias cujos concessionários e autarquias se propuseram cumprir as normas de vigilância com nadadores-salvadores, limpeza e a prestação de primeiros socorros.

A Aiscoma tem no Algarve 230 associados, a maioria dos quais em Albufeira.

(Agência Lusa)

 

Facebook Comments

Comentários no Facebook