Câmara de Loulé lamenta morte de Kumba Ialá

Câmara de Loulé lamenta morte de Kumba Ialá

256
PARTILHE
Kumba Ialá à direita, faleceu na passada sexta-feira
Kumba Ialá, à direita, faleceu na passada sexta-feira

A autarquia louletana, liderada por Vítor Aleixo, manifestou este domingo em comunicado o seu pesar pela morte do ex-Presidente da República da Guiné Bissau, Kumba Ialá.

O ex-Chefe de Estado guineense faleceu sexta-feira passada, vítima de doença cardíaca, refere a Agência Lusa, citando uma fonte “próxima do ex-Presidente”.

O homem que se tornou famoso pelo célebre barrete vermelho foi Presidente da República daquele país africano entre 2000 e 2003, tendo sido deposto por um dos muitos golpes militares que nos últimos anos foram perpetrados na Guiné Bissau.

Um homem marcante em Loulé

- Pub -

Segundo o comunicado da autarquia louletana “registamos com consternação o desaparecimento de alguém que teve uma forte presença e relação de amizade com a nossa comunidade, que fez amigos entre nós e que, seguindo o seu caminho, alcançou no ano de 2000, em eleições livres e democráticas a Presidência da República da Guiné-Bissau, cargo em que se manteve até 2003”.

Para o município que acolheu Kumba Ialá no Algarve, “com a sua morte desaparece um homem que, de forma consciente e resoluta e colocando muitas vezes em perigo a própria de vida, se opôs a um regime autocrático e se aproximou do sentimento mais genuíno e puro do povo guineense. E nunca se desviou desse seu propósito apesar de, como sabemos, os seus esforços não terem resultado em pleno no que respeita à consolidação de um regime político que desse a segurança, a estabilidade e um desenvolvimento justo ao seu país”.

“Kumba Ialá fez a sua formação académica em Portugal e manteve uma relação de grande proximidade e amizade com muitos de nós e com muitos dos nossos munícipes”, lembra a nota enviada às redacções.

Facebook Comments

Comentários no Facebook