São Brás domina o panorama pascal da região

São Brás domina o panorama pascal da região

301
PARTILHE
A não perder o colorido único da procissão pascal de São Brás de Alportel
A não perder o colorido único da procissão pascal de São Brás de Alportel

Sem menosprezar as numerosas manifestações pascais existentes na região, São de Alportel é a terra rainha da Semana Santa no Algarve e as propostas são várias para usufruir por estes dias de uma das mais belas vilas da Região.

São Brás convida a ver o mar a partir da serra sobranceira a Faro e por esta altura a visita à vila serrana tem particularidades únicas, ou não fosse São Brás o palco da mais castiça procissão pascal.

Num percurso engalanado e tapetado para receber aqueles que cumprem a caminhada santa, é ao som de “ressuscitou como disse. Aleluia! Aleluia! Aleluia!”, que se faz o compasso da procissão que tem lugar no próximo domingo de Páscoa, 20 de Abril.

Aos homens cabe levarem as tochas no cortejo solene onde a arte floral é senhora e rainha da homenagem religiosa da população. São eles que, em fila paralela percorrem as ruas preparadas a preceito pelo trabalho árduo de mulheres e crianças que presta ao momento um colorido floral de rara beleza.

- Pub -

Um momento a não perder, quer pelo significado religioso, quer pela beleza intrínseca de uma manifestação social de grande relevo para os são-brasenses.

Quinzena Gastronómica regressa ao Caldeirão

Mas como nem só de fé vive o homem, São Brás convida, até 21 de Abril, a provar o que de melhor a mesa recheada de tradições serranas tem para oferecer.

A 6.ª edição da Quinzena Gastronómica “Sabores do Caldeirão”, regressa uma vez mais para fazer as delícias dos verdadeiros amantes da comida algarvia, carregada de tradição e sabores.

Este ano participam na iniciativa sete restaurantes locais. Adega Nunes, Fonte da Pedra, O Marquês, Sabores do Campo, Zé Dias e os estreantes Lagar da Mesquita e Yeshé Boutique Café, que prometem uma ementa tipicamente algarvia dos pratos aos vinhos e licores, passando entradas e pelas sobremesas carregadas de identidade culinária.

Há um modo de fazer e de comer únicos na serra e se a isto juntarmos o bem-receber típico das gentes de São Brás, o convite é absolutamente irrecusável, porque a alma carece de alimento e nessa matéria ninguém sabe tanto como os são-brasenses.

Atreva-se a descobrir tudo isto e muito mais em São Brás a apenas 10 minutos de Faro, num espaço único onde há uma outra maneira de sentir e viver o Algarve em plena Páscoa.

Facebook Comments

Comentários no Facebook