Imagem de Fátima percorre mosteiros de clausura

Imagem de Fátima percorre mosteiros de clausura

240
PARTILHE
Amanhã tem lugar mais um dos momentos altos das peregrinações ao Santuário de Fátima
Amanhã tem lugar mais um dos momentos altos das peregrinações ao Santuário de Fátima

A primeira imagem peregrina de Fátima, que se encontrava na Basílica de Nossa Senhora do Rosário, percorre, a partir de hoje, os mosteiros de clausura do país, disse à agência Lusa o reitor do santuário, Carlos Cabecinhas.

“Foi iniciativa do santuário que percebeu que, das muitas acções que desenvolve, poucas são aquelas que, depois, atingem as comunidades contemplativas, que são precisamente as pessoas que não podem vir ao santuário, que não se podem deslocar dada a sua forma de vida”, afirmou o sacerdote.

Segundo Carlos Cabecinhas, a viagem da imagem peregrina foi pensada para, “por um lado, envolver estas comunidades na preparação e celebração do centenário” dos acontecimentos de Fátima, em 2017, e, “por outro para pedir a sua oração”.

“Porque acreditamos que o suporte de oração é fundamental para a nossa actividade, lançámos às comunidades contemplativas este desafio”, adiantou o reitor, assinalando que foi com “alegria” que as congregações acolheram a iniciativa que arrancou hoje, no Carmelo, onde a irmã Lúcia, uma das videntes de Fátima, ficou alojada aquando das visitas papais ao santuário.

- Pub -

Para o reitor, “é muito significativo que seja também por aí” que comece esta iniciativa.

A imagem peregrina vai visitar as 37 comunidades contemplativas — masculinas e femininas – do país, incluindo Açores e Madeira. No caso das duas regiões autónomas, o santuário procurou que a viagem “ficasse integrada na visita da imagem peregrina às dioceses”.

Périplo dura até 2015

De acordo com informação do santuário, a imagem permanecerá durante uma semana em cada mosteiro ou convento, entre 2014 e 2015, antecedendo a visita desta às dioceses portuguesas.

Segundo o sítio na Internet da instituição, a primeira imagem da Virgem Peregrina de Fátima foi “feita segundo indicações da irmã Lúcia” e oferecida pelo bispo de Leiria ao santuário, tendo sido coroada a 13 de Maio de 1947.

“A partir dessa data, a imagem percorreu, por diversas vezes, o mundo inteiro”, informa o santuário, explicando que esta iniciativa foi desencadeada em 1945, “pouco depois do final da 2.ª Guerra Mundial, quando um pároco de Berlim propôs que uma imagem de Nossa Senhora de Fátima percorresse todas as capitais e as cidades episcopais da Europa até à fronteira da Rússia”.

“A ideia foi retomada em Abril de 1946, por um representante do Luxemburgo no Conselho Internacional da Juventude Católica Feminina e, no ano seguinte, no mesmo dia da sua coroação, teve início a primeira viagem”, lê-se no “site”.

Após cerca de meio século de peregrinação, em que esta imagem visitou 64 países dos vários continentes, a reitoria do santuário entendeu que ela só deveria sair de Fátima “por alguma circunstância extraordinária”.

Em Maio de 2000, a imagem foi colocada na exposição “Fátima Luz e Paz” e, três anos depois, foi entronizada na basílica.

O santuário tem actualmente 12 imagens peregrinas.

(Agência Lusa)

Facebook Comments
PARTILHE
Email: jornalpostal@gmail.com

Comentários no Facebook