‘Pioneiros do Conhecimento’ dão-se a conhecer em Silves

‘Pioneiros do Conhecimento’ dão-se a conhecer em Silves

240
PARTILHE
Mostra abre portas a 6 de Junho em Silves
Mostra abre portas a 6 de Junho em Silves

Ataíde Oliveira, Estácio da Veiga, Estanco Louro, João Grade, José Formosinho, José de Sande Vasconcelos, Leite de Vasconcelos, os padres Manuel Madeira Clemente, Nunes da Glória e Semedo de Azevedo e, ainda, Santos Rocha, são nomes que a muitos algarvios nada dizem, no entanto, estão entre os maiores relevos do conhecimento científico nascido no Algarve.

É sobre isso mesmo que a Rede de Museus do Algarve (RMA) pensou uma exposição num ciclo a que deu o nome “Pioneiros do Conhecimento Científico no Algarve”, no sentido de dar a conhecer o nome e a obra destes que são alguns dos maiores vultos regionais em diversas áreas do saber.

Em Silves a partir de dia 6 de Junho

Silves é a próxima paragem da exposição que começou o périplo regional já em 2012 e acolhe a mostra no Museu Municipal de Arqueologia a partir do próximo dia 6 de Junho.

Produzida conjuntamente por instituições pertencentes à RMA, esta mostra aborda não só 11 figuras que, desde os finais do século XVIII até ao século XX, deixaram legados relevantes para o conhecimento científico sobre a região e procuraram esclarecer e fundamentar os contornos da identidade do país, através do estudo da paisagem social, cultural e popular do Algarve, mas também as representações do Algarve nos discursos da etnografia, arqueologia e história local, nos séc. XIX e XX. 

Ataíde de Oliveira em destaque

Ataíde de Oliveira que teve papel fundamental no desenvolvimento da comunicação social e da investigação histórica e etnográfica do Algarve e foi fundador do primeiro jornal de Loulé, “O Algarvio”, em 1889.

É esta a figura de destaque da mostra que Silves acolhe e tal não podia deixar de ser, aliás, porque Ataíde de Oliveira é filho de Algoz, naquele concelho, tendo nascido ali nascido numa família de pequenos proprietários agrícolas.

Autor de monografias importantes para a construção da história regional, foi pioneiro na recolha e edição de lendas, romances e canções algarvias, entre as quais “As Mouras Encantadas e os Encantos do Algarve”, património imaterial que testemunha o cruzamento entre as culturas árabe e portuguesa.

José Leite Vasconcelos, Estácio da Veiga, Santos Rocha, José Formosinho, Pe. Nunes da Glória, Ataíde de Oliveira e João Grade Cabrita Santos (Museus de Portimão, Albufeira, Silves, Loulé e Município de Lagoa), Sande Vasconcelos e Estácio da Veiga (Museu de Tavira) e Pe. Manuel Madeira Clemente (Município de Vila do Bispo), são as outras personalidades retratadas na exposição.

Facebook Comments

Comentários no Facebook