Portugal quer ligação aérea directa à China

Portugal quer ligação aérea directa à China

248
PARTILHE
Ligação directa entre Portugal e a China foi discutida durante a visita oficial de Cavaco Silva ao país
Ligação directa entre Portugal e a China foi discutida durante a visita oficial de Cavaco Silva ao país

Portugal mostrou-se hoje interessado no estabelecimento de uma ligação aérea directa com a China, para atrair mais turistas chineses.

“É uma aposta que gostaríamos de estudar mais em detalhe e que pode contribuir para um crescimento assinalável das já significativas idas de chineses a Portugal”, disse o ministro da Economia, António Pires de Lima, sem adiantar números.

A questão foi abordada no encontro que o Presidente português, Cavaco Silva, manteve hoje com um grupo de empresários chineses, entre os quais o líder da China Eastern Airlines, uma das três maiores companhias aéreas do país.

Pires de Lima, que esteve presente, contou aos jornalistas que as duas partes “consideraram importante intensificar as relações turísticas entre os dois países”.

- Pub -

“Para isso, pode vir a ser muito importante, no futuro, o estabelecimento de uma ligação aérea directa entre Portugal e a China”, disse o ministro português.

Actualmente, pode ver-se no sítio da TAP na internet, a TAP não voa para nenhum destino na Ásia operando rota própria e apenas está ligada a Hong Kong e Banguecoque através de rotas operadas por parceiros da companhia de bandeira portuguesa.

Quase cem milhões de chineses viajaram para fora da China continental em 2013. França e Alemanha, dois dos destinos mais procurados pelos turistas chineses na Europa, têm várias ligações aéreas directas diárias com a China.

Pires de Lima é um dos ministros que integram a comitiva do Presidente português na visita à China, a par de Rui Machete (Negócios Estrangeiros) e Educação e Ciência (Nuno Crato).

(Com Agência Lusa)

Facebook Comments

Comentários no Facebook