Algarve perdeu mais de dois mil residentes num ano

Algarve perdeu mais de dois mil residentes num ano

251
PARTILHE
A população do país e da região está em queda quanto ao número de residentes
A população do país e da região está em queda quanto ao número de residentes

Os dados estatísticos relativos à população residente no território nacional revelam que o Algarve perdeu num ano, de 2012 para 2013, mais de duas mil pessoas.

A região perdeu exactamente 2.032 residentes entre 2012 e 2013, um dado que reflecte um agravamento da perda de população residente em comparação com o verificado entre 2011 e 2012, sendo que neste caso a perda de população se tinha cifrado nas 1.750 pessoas. Em termos de saldo global para o período 2011-2013 a região perdeu 3.782 residentes.

Em termos de número total de residentes a região tem actualmente 442.358 pessoas, revela o Instituto Nacional de Estatística (INE), sendo que destes 228.702 são mulheres e 213.656 homens.

Os números relativos a 2013 foram hoje revelados pelo INE e permitem que análise se faça não só a nível nacional e regional, mas também a nível concelhio. 

- Pub -

População residente desce em todos os concelhos

Na análise comparativa do comportamento da população residente, entre 2012 e 2013, nos concelhos da região, Albufeira perdeu 143 pessoas, Alcoutim 96, Aljezur 61 e Castro Marim 45 almas.

Já a capital do distrito, Faro, perdeu 965 pessoas, enquanto Lagoa perdeu 33 e Lagos 36, ficando-se a perda de residentes em Loulé por 199.

Monchique perdeu no mesmo período 123 residentes e Olhão é o concelho com maior queda da região, 1.015 pessoas deixaram de ali residir.

Portimão saldou a perda de residentes em 57 pessoas, São Brás de Alportel em 14 e Silves em 88. Tavira registou uma queda de 129, Vila do Bispo 7 e Vila Real de Santo António saldou a perda de residentes em 11 pessoas.

Trajecto descendente repete-se

De todos os concelhos algarvios apenas dois não mostram entre, 2011 e 2013, um trajecto de perda de residentes consistente.

Dos 16 municípios somente Olhão e Vila Real de Santo António vinham de 2011-2012 com ganhos em termos de números de residentes, os restantes catorze concelhos já traziam dados negativos face à população residente.

Mesmo assim Olhão que tinha ganho, entre 2011 e 2012, 59 residentes, perdeu de 2012 para 2013 1.015, o que dá para o período 2011-2013 um saldo global negativo. Já Vila Real de Santo António, entre 2011 e 2012 tinha ganho 22 residentes e perdeu 11 entre 2012 e 2013, o que faz com que no período 2011-2013 seja o único concelho com saldo global positivo na região.

Região segue de perto o comportamento nacional

A perda de residentes não é um exclusivo do Algarve, a diminuição dos nascimentos e a emigração levaram a que em 2013, a população residente em Portugal tenha sido fixada em 10.427.301 pessoas (4.958.020 homens e 5.469.281 mulheres), o que representa uma diminuição da população residente de 59.988 habitantes face ao ano anterior. 

Facebook Comments

Comentários no Facebook