Deputada Elsa Cordeiro questiona ministro da Saúde

Deputada Elsa Cordeiro questiona ministro da Saúde

230
PARTILHE
A deputada Elsa Cordeiro
 A deputada PSD Elsa Cordeiro

A parlamentar algarvia do PSD, Elsa Cordeiro, questionou o ministro da Saúde, Paulo Macedo, a respeito das condições da prestação de cuidados de saúde na região.

A deputada assinalou que “não se pode deixar de recordar que em 2011, tínhamos dois hospitais em falência técnica (…) situação decorrente de uma década de prejuízos acumulados e que configurava uma situação insustentável”. Por outro lado, que a criação do Centro Hospitalar do Algarve “é uma boa ideia que visa assegurar complementaridades entre as unidades, mais eficiência e, desse modo, melhores cuidados de saúde que é isso que interessa a todos”.

Em nota de imprensa enviada, Elsa Cordeiro lembra que, embora haja insuficiências, “reconhecidas e que devem ser supridas”, já foi possível requalificar os serviços de urgência, aumentar as camas disponíveis e desapareceram todas as camas e macas dos corredores dos serviços de medicina que existiam há mais de 20 anos.

A deputada questionou o ministro sobre se se comprometia a “reforçar a capacidade de assistências nas unidades de saúde primários e se autorizaria a contratação de 45 enfermeiros e 29 médicos especialistas, sendo essas vagas preenchidas, se necessário, por recém-especialistas que tenham concluído a sua formação no início deste ano, visando desta forma suprir concursos que têm ficado desertos e suprir as lacunas de recursos humanos sentidas”. Foi nessa ocasião que o Ministro fez o anúncio.

- Pub -

Recorde-se que os “deputados do PSD eleitos pelo Algarve já reuniram com o ministro da Saúde a quem solicitaram que, caso estes concursos persistissem em ficar desertos, se deveria assegurar mecanismos de resposta no orçamento de Estado que favorecesse medidas de discriminação positivas a quem se radicasse na região a prestar serviços de saúde”, lê-se na nota de imprensa enviada pela deputada Elsa Cordeiro.

 

Facebook Comments
PARTILHE
Email: jornalpostal@gmail.com

Comentários no Facebook