Faro vai ter novo cônsul-geral de Angola

Faro vai ter novo cônsul-geral de Angola

910
PARTILHE
Luís Filipe Amaral Galiano, é o novo cônsul-geral de Angola em Faro
Luís Filipe Amaral Galiano, é o novo cônsul-geral de Angola em Faro

Faro terá em breve um novo representante da República de Angola. Luís Filipe de Jesus Alonso do Amaral Galiano, assim se chama o novo cônsul-geral de Angola em Faro, tomou ontem posse em Luanda perante o ministro da Relações Exteriores (Mirex) daquele país lusófono, Georges Chikoti.

Está assim para breve a ocupação efectiva do cargo na capital algarvia pelo novo cônsul-geral que substitui Mateus Sá de Miranda, cuja missão – apurou o Postal – já terminou.

Muito embora ao Postal a Embaixada de Angola em Lisboa não tenha conseguido confirmar uma data oficial para a achegada do diplomata a Faro, o Consulado-geral de Angola no Algarve, prevê que Luís Galiano entre em funções dentro de um mês.

Até lá decorrerão os tramites normais de instalação de um diplomata em Portugal, nomeadamente a apresentação de credenciais ao Ministério dos Negócios Estrangeiros português.

- Pub -

Luís Galiano vai trabalhar no Consulado-geral de Angola em Faro, um dos dois existentes no país, a par do da cidade do Porto, sob direcção do embaixador angolano no nosso país, José Marcos Barrica.

Cônsul-geral quer ambientar-se a Portugal e ao Algarve

De acordo com a Agência ANGOP (agência noticiosa de Angola) o ministro Georges Chikoti disse, na tomada de posse, que “estes quadros foram devidamente escolhidos, em função do trabalho demonstrado nas anteriores missões”.

O titular da pasta das relações exteriores angolanas salientou ainda o facto de “Angola possuir com Portugal relações históricas importantes e comunidades consideráveis”.

Luís Filipe de Jesus Alonso do Amaral Galiano, referiu que “tudo será feito em prol da comunidade angolana, que é o objectivo primeiro nos consulados”.

O novo cônsul disse ainda que “devido ao facto de estar a sair de uma outra missão irá primeiro integrar na realidade da comunidade e dos serviços no seu todo para delinear um plano de acção, que não fugirá daquilo que já foi feito, sempre no espírito de cooperação”.

De acordo com os últimos dados estatísticos disponíveis, a população residente em Portugal com estatuto regular de residente oriunda de Angola somava 19.873 pessoas em 2012 e 19.967 em 2013 e, no Algarve, contavam-se 732 angolanos em 2012, nestas condições.

Facebook Comments

Comentários no Facebook