Manifestação encerra congresso sindicalista em Faro

Manifestação encerra congresso sindicalista em Faro

307
PARTILHE
Manifestação está a decorrer em Faro
Manifestação está a decorrer em Faro

Decorreu até há momentos em Faro uma manifestação de trabalhadores organizada pela União de Sindicatos do Algarve (USA), no âmbito do oitavo congresso da instituição que decorreu no Campi da Penha da Universidade do Algarve e cujo encerramento esteve a cargo de Arménio Carlos, dirigente nacional da CGTP/IN, confederação sindical a que a USA está afecta.

Cerca de 70 pessoas iniciaram há poucos momentos a marcha de protesto com partida das instalações da universidade em direcção à rotunda do hospital, onde o protesto terminou, empunhando bandeiras e faixas de protesto.

A manifestação foi escoltada pela PSP, enquanto os manifestantes gritavam “está na hora, está na hora, de o Governo ir embora”, ao mesmo tempo que seguravam faixas em que se pede a derrota do executivo liderado por Pedro Passos Coelho e das políticas da Troika.

A marcar presença no protesto a Interjovem que pede o fim da precaridade e do desemprego no país e na região, por entre uma mancha de bandeiras do Sindicato de Professores da Zona Sul.

- Pub -

Unido ao protesto o sindicato da hotelaria regional exigia o fim das políticas de direita e de exploração, como caminho para uma vida condigna.

Para António Goulart, coordenador da USA, “o congresso analisou a situação da região” e concluiu que “uma vez mais, o Algarve se encontra num das mais difíceis situações do país no que ao trabalho e ao desemprego diz respeito”.

Ao POSTAL o dirigente sindical sublinha “a perda consistente do PIB regional e do PIB per capita no Algarve, com a riqueza regional também ela a diminuir, numa região onde só o desemprego mostra uma trajectória de crescimento nos últimos anos”. O sindicalista recorda que “as melhorias dos dados de algumas estatísticas de desemprego resultam de leituras isoladas dos factos e da distorção provocada pela emigração e pelo abandono da procura de trabalho por parte dos trabalhadores parados à demasiado tempo, enfatizando que a população activa regional está a decrescer”.

Marcada está entretanto uma manifestação nacional para o próximo dia 21 no Cais do Sodré em Lisboa, com a concentração dos trabalhadores dos distritos do sul a ser realizada em Setúbal.

 

Facebook Comments

Comentários no Facebook