Refúgio Aboim Ascensão transforma-se em Hospital dos Pequeninos

Refúgio Aboim Ascensão transforma-se em Hospital dos Pequeninos

203
PARTILHE
Refúgio Aboim Ascensão
Profissionais do curso de Medicina da UAlg preparam as crianças para o ambiente do hospital de forma lúdica

Os alunos do curso de Medicina da Universidade do Algarve vão organizar, no dia 17 de Junho, no Refúgio Aboim Ascensão, o Hospital dos Pequeninos. A iniciativa tem como objectivo criar um hospital modelo, onde as crianças possam jogar ao “faz de conta” e contactar, de forma descontraída, com profissionais e com algumas situações passíveis de se encontrar num hospital verdadeiro.

Esta actividade, que se realiza das 9 às 13 horas, vai simular as várias etapas de um hospital e tem como objectivo reduzir o medo da “Bata Branca”. O intuito principal desta actividade é diminuir a ansiedade das crianças quando confrontadas com a presença de um profissional de saúde ou quando têm necessidade de realizar tratamentos em meio hospitalar. Através de várias etapas e “serviços”, as crianças passarão por várias estações, como a Sala de Triagem, Sala de Raio X, Vacinação, Consulta, Urgência, etc. Terão ainda a possibilidade de, através de uma nutricionista, perceber o que é uma alimentação saudável, recorrendo à Roda dos Alimentos, ou realizar um rastreio oftalmológico.

Por outro lado, o Hospital dos Pequeninos também permitirá inverter os papéis, colocando as crianças numa posição mais confortável, podendo ser médicos durante a “brincadeira”.

Este ano, a actividade conta com alguns parceiros, como o Pão de Açúcar (consultas de nutrição) e a Visótica (rastreio visual), e contemplará vários jogos didácticos, constituindo uma excelente oportunidade para preparar as crianças para o ambiente hospital de uma forma lúdica.

- Pub -

Sobre o curso de Mestrado Integrado de Medicina

De realçar, que o Mestrado Integrado de Medicina da UAlg, muito inspirado nos métodos de formação de países referência na área Médica, como Austrália, Reino Unido e Canadá, é um curso de pós-graduação, com quatro anos lectivos, com 40 semanas cada e está desenhado para formar médicos com um perfil bem definido em três vertentes: Conhecimentos, Atitudes e Aptidões Práticas. A aquisição de conhecimentos das ciências básicas e das ciências clínicas é baseada em problemas clínicos reais, discutidos/resolvidos/analisados em grupos de oito alunos e assistidos por um tutor.

A auto-aprendizagem é uma pedra angular deste sistema de formação. Os estudantes não são “ensinados” mas são antes ajudados a aprender num ambiente de equipa que aproveita as sinergias decorrentes das formações prévias dos estudantes.

A aprendizagem das bases da comunicação entre doente e médico, a ética clínica, a aprendizagem das competências para fazer a história clínica, o exame físico do doente, o diagnóstico e o plano terapêutico, fazem-se no contexto da Medicina Geral e Familiar na primeira metade do curso, e posteriormente, no terceiro e quarto ano, em contexto hospitalar.

A formação é também complementada com modelos anatómicos e de simulação clínica desenhados para o efeito, existentes na UAlg, sob a orientação de especialistas clínicos. O curso conta também com seminários todas as semanas, onde são convidados peritos nacionais e internacionais das diversas áreas clínicas.

 

Facebook Comments
PARTILHE
Email: jornalpostal@gmail.com

Comentários no Facebook