Castro Marim quer alargar Dias Medievais para uma semana

Castro Marim quer alargar Dias Medievais para uma semana

278
PARTILHE
Evento traz a Castro Marim milhares de visitantes
Evento traz a Castro Marim milhares de visitantes

A vila algarvia de Castro Marim vai ser palco, entre hoje, quinta-feira, e domingo, da 17.ª edição dos Dias Medievais, evento que o novo presidente da Câmara, Francisco Amaral, disse querer alargar para uma semana em 2015.

Francisco Amaral, ex-presidente da Câmara de Alcoutim, sucedeu nas últimas eleições autárquicas ao também social-democrata José Estevens revelou à Lusa ter planos para as futuras edições, que começarão a ser postos em prática já em Setembro, com um debate para a população dar sugestões que melhorem o evento.

“Estou a pensar, para o ano, conseguirmos alargar para o dobro o tempo de duração destes Dias Medievais, porque de facto é importante para a economia local, faz mexer muito com o comércio local, é um cartão-de-visita importante para Castro Marim e convém valorizá-lo cada vez mais e introduzir nuances positivas. E é exactamente isso que queremos promover com esse debate”, disse Francisco Amaral.

Dias Medievais dinamizam o comércio local

- Pub -

O autarca recordou que o evento foi criado pelo seu antecessor no cargo “em boa hora”, porque “deu nome a Castro Marim, tem muita qualidade e traz à sede de concelho uns bons milhares de visitantes”.

“É um evento que recria a época medieval com todo o rigor e que enobrece a terra”, acrescentou, frisando que “os comerciantes nestes dias vendem muito” e a “feira medieval é muito importante para o comércio local” e para “as associações do concelho, que exploram tasquinhas e outros postos de venda” e “têm também aí uma fonte de rendimento”.

Francisco Amaral considerou ainda que “qualquer evento que se realize nos meses de Julho e Agosto no litoral algarvio é garantia de sucesso” e o alargamento de quatro dias para uma semana permite “dinamizar ainda mais a economia local” porque “entra muito dinheiro no concelho durante esses dias”.

Evento gera receitas

O autarca não precisou o valor investido pela autarquia nos Dias Medievais, mas frisou que o evento gera também receitas, como as entradas que os visitantes pagam para acederem ao castelo (seis euros por pessoa a partir dos 12 anos e três euros por criança dos cinco aos 11), principal palco do evento.

A localização junto a Espanha é outros dos factores que a autarquia pretende potenciar, atraindo mais visitantes do outro lado da fronteira através de “uma boa divulgação destes Dias Medievais” realizada “para atrair muitos espanhóis nestes dias a Castro Marim”.

Os Dias Medievais de Castro Marim começam esta quinta-feira, com a recepção aos convidados no adro da igreja matriz e o desfile medieval pelas ruas da vila, pelas 17 horas. A festa prossegue depois no castelo, onde pelas 20.30 tem início o banquete medieval, que os visitantes poderão degustar mediante reserva, pelo preço de 30 euros por pessoa.

A festa prossegue até domingo, com torneios a cavalo, duelos, falcoaria e ofícios de época (oleiros, ferreiros, telheiros, entre outros), num programa que tem com principal palco o castelo, mas que passa também pelo forte de São Sebastião e outros pontos da localidade.

(Agência Lusa)

Facebook Comments

Comentários no Facebook