Faro inaugurou novo mupi interactivo

Faro inaugurou novo mupi interactivo

427
PARTILHE
A foto do momento da inauguração do mupi intercativo no Jardim Manuel Bívar
A foto do momento da inauguração do mupi intercativo no Jardim Manuel Bívar

Faro disponibiliza a partir de hoje um equipamento público inovador que permite aos turistas e aos algarvios interagirem directamente com informação relativa à agenda cultural da cidade, à comunicação institucional da autarquia farense, e a notícias, bem como, acederem a uma ferramenta de geolocalização e a um directório de empresas do concelho.

Tudo a partir de um mupi com o aspecto de um smartphone de grandes dimensões que a autarquia da cidade inaugurou hoje junto ao coreto, no Jardim Manuel Bívar, em frente à sede da Caixa Geral de Depósitos, com a presença de várias entidades locais e regionais.

O mupi interactivo é o primeiro de seis a serem implementados na cidade e em declarações ao Postal o autarca farense, Rogério Bacalhau, realçou “a importância deste equipamento para que qualquer pessoa possa a partir de um terminal com o aspecto de um normal telemóvel aceder a informação relevante sobre o concelho, seja do ponto de vista turístico, seja do ponto de vista da informação geral e empresarial”.

“Esta é uma ferramenta muito útil para todos e além de disponibilizar informação em Faro sobre o concelho, como está ligada em rede a outros equipamentos iguais na região permite saber o que visitar e o que fazer em Faro a partir de qualquer ponto desta rede”, refere o autarca destacando esta “porta aberta para Faro em toda o Algarve”.

O mupi interactivo e o seu aspecto, semelhante a um smartphone gigante
O mupi interactivo e o seu aspecto, semelhante a um smartphone gigante
- Pub -

Afinal o que é o mupi interactivo

Ao cruzar-se na baixa de Faro com o mupi intercativo o que vai ver é um normal mupi com um ecrã que reage ao toque como qualquer smartphone e que se utiliza como se de um verdadeiro telemóvel se tratasse.

Agenda, notícias, directório de empresas, informação turística e mapas está tudo à distância de um simples clique muito intuitivo e o aparelho permite enviar para o seu e-mail ou descarregar directamente para o seu telemóvel todas as informações e indicações de geolocalização ou, ainda, enviar para o seu e-mail qualquer informação disponibilizada que queira receber no seu computador.

Uma selfie da baixa de Faro tirada pelo Postal e enviada por e-mail do mupi directamente para a nossa redacção
Uma selfie da baixa de Faro tirada pelo Postal e enviada por e-mail do mupi directamente para a nossa redacção

A somar a tudo isto pode ainda tirar uma selfie gigante com o logótipo da cidade de Faro e envia-la para o seu e-mail ou publica-la nas redes sociais.

A impressionante ferramenta, como o Postal testou, funciona na perfeição e contém informação de relevo acessível com facilidade e rapidez, não só quanto a Faro, mas quanto a todos os outros concelhos que dispõem já do mesmo tipo de equipamento, actualmente Vila Real de Santo António e brevemente Olhão.

Trata-se de uma verdadeira porta para o Algarve em qualquer lugar, simples e fácil de aceder.

Programa Algarve 360

O mupi instalado hoje em Faro integra a rede que o programa Algarve 360 está a colocar à disposição nos 16 concelhos da região, criando pela primeira vez uma plataforma de acesso público e deslocalizado a toda a informação regional de relevo.

“Em qualquer lugar onde haja um mupi interactivo do Algarve 360, quando a rede estiver implementada na totalidade, está aberta uma porta para aceder a tudo o que importa nos 16 concelhos da região”, disse ao Postal Vítor Guerreiro, presidente da Associação do Comércio e Serviços da Região do Algarve (ACRAL), a entidade gestora deste projecto único.

Dentro em breve não haverá desculpa para não saber num instante, em qualquer ponto da região, o que se passa em todo o Algarve e isso, diz Vítor Guerreiro, “é uma verdadeira revolução no paradigma da comunicação regional”.

Mais, refere o responsável associativo, “esta é uma ferramenta poderosa para o turismo, o comércio e serviços e para as empresas em geral que podem constar do directório da rede, com a descrição do que fazem e onde se localizam”.

A ACRAL, remata Vítor Guerreiro, “faz assim o Algarve entrar verdadeiramente no século XXI ao nível da comunicação integrada e democratiza de forma única o acesso à informação relevante para os mais diversos sectores da economia, trata-se de pôr no terreno aquilo que há anos muitos vêm querendo fazer e não conseguiram”.

Facebook Comments

Comentários no Facebook