Feira da Dieta Mediterrânica regressa a Tavira

Feira da Dieta Mediterrânica regressa a Tavira

221
PARTILHE
Produtos que integram a Dieta Mediterrânea vão estar em destaque
Produtos que integram a Dieta Mediterrânea vão estar em destaque

Tavira vai acolher entre 5 e 7 de Setembro a II Feira da Dieta Mediterrânica, depois de ter sido declarada património imaterial pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), em Dezembro passado.

“No ano passado, na primeira feira, ainda não tínhamos o reconhecimento, digamos que a primeira feira foi uma força conjunta do Algarve para nos dar o tal impulso de confiança para chegarmos lá, ganharmos e trazermos o reconhecimento”, afirmou Jorge Botelho, na conferência de imprensa de apresentação do certame, frisando que este é um ano de “celebração”.

O autarca considerou que, “no ano passado, sem ter ainda o reconhecimento, a feira foi boa”, por isso “este ano, com o reconhecimento dado pela UNESCO, vai ainda ser melhor”, porque congrega a colaboração de diversas entidades que estiveram ao lado do município na candidatura, como o Turismo do Algarve, a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Algarve ou Escola de Hotelaria e Turismo, a Direcção Regional de Agricultura ou a Associação In Loco.

Jorge Botelho disse que a edição de 2014 vai contar com um “programa muito rico, vasto” e que “seguramente irá atrair muita gente”, à semelhança do que aconteceu no ano anterior, no qual foram superadas as expectativas.

- Pub -

“Nós temos que passar daquilo que está escrito e está nos guiões, e daquilo que foi a nossa conversa e o convencimento da UNESCO, para a prática. Prática essa que já existe e tem que ser sistematizada, provada, mostrada e montada para durar todo o ano”, acrescentou o autarca, sublinhando que “este projecto é uma grande alavanca para o Algarve”.

Dieta Mediterrânica ajudar a região a combater a sazonalidade

O presidente do Turismo do Algarve considerou, na conferência de imprensa, que a Dieta Mediterrânica é uma das diferenciações que o Algarve tem relativamente a outros destinos turísticos e que pode servir para ajudar a região a combater a sazonalidade e a dispor de atractivos todo o ano.

As várias entidades que colaboram na feira demonstram também, segundo Desidério Silva, que o trabalho em conjunto pode dar frutos e ajudar a região a impor-se turisticamente não só nos meses de verão, mas todo o ano.

“Esta feira, com o suporte de uma candidatura ganhadora à escala mundial, vem aqui criar um conjunto de sinergias entre entidades. Trabalhar em conjunto só pode ser favorável e o futuro, porque é a forma de rentabilizarmos e de nos organizarmos de uma forma muito mais interligada e com resultados mais positivos e promovidos”, afirmou Desidério Silva.

O extenso programa da feira inclui mostras gastronómicas, exposições de produtos tradicionais, aulas de cozinha, seminários ou workshops, entre outras actividades.

A promoção dos produtos regionais, como o vinho, o azeite ou a alfarroba, é outros dos pontos que os organizadores pretendem ver dinamizado na feira, que conta também com um extenso cartaz de animação cultural para atrair visitantes.

(Agência Lusa)

Facebook Comments
PARTILHE
Email: jornalpostal@gmail.com

Comentários no Facebook