Olhão convida a viver dias de pirataria

Olhão convida a viver dias de pirataria

265
PARTILHE
Um conceito diferente de evento é o que propõe a Câmara de Olhão com este convite para conhecer os ambientes dos tempos da pirataria
Um conceito diferente de evento é o que propõe a Câmara de Olhão com este convite para conhecer os ambientes dos tempos da pirataria

A pirataria, os piratas e as histórias que povoam o nosso imaginário com salteadores dos sete mares são o mote escolhido para três dias de sonho e fantasia que Olhão propõe, entre 19 e 21 de Agosto, para a frente ribeirinha da cidade.

Não se trata de uma feira, nem de um mercado, nem de um certame ou simples evento. É um convite a viver por dentro a alma de uma terra de maresia e marinheiros tomada de assalto por piratas, mercadores, soldados e vendedeiras, e tolhida por multidões de marinheiros, carregadores e gentes de outras sortes típicas do século XVIII.

À beira-mar se vive e à beira-mar se fazem as naus às ondas do imenso azul, por entre fábulas e lendas e verisímeis histórias de encantar. Num ambiente de bulício e azáfama mercantil de um cais assoberbado pela populaça e pelas vidas de quem está num tempo diverso, vivido no nosso tempo, num convite a deixar-se levar pela arte de imaginar.

Estes piratas não são nem bons nem maus, são um misto de admiração e medo e pouco nos surpreende que tenham gerado tantos mitos e lendas.

Comentários no Facebook