Beta Talk regressa terça-feira com boas ideias

Beta Talk regressa terça-feira com boas ideias

202
PARTILHE
Octávio Lourenço alia a arte ao seu gosto pelo surf e pelas pranchas
Octávio Lourenço alia a arte ao seu gosto pelo surf e pelas pranchas

Após as férias de agosto, a Beta Talk está de regresso este mês para mais uma temporada de conversas inspiradoras entre gente com espírito empreendedor, cruzando o surf e o litoral norte algarvio enquanto fontes de inspiração para novos negócios e cenários para um estilo de vida onde o espírito empreendedor fala mais alto.

Assim, a Beta Talk, na próxima terça-feira, vai juntar no ambiente informal e descontraído do Café Concerto do TEMPO – Teatro Municipal de Portimão, a partir das 19 horas, o casal Sandra Barbedo e Arnaldo Couto, fundadores das Casas do Moinho (http://www.casasdomoinho.com) e Octávio Lourenço, fundador da Ferox (http://feroxnow.blogspot.pt/), os primeiros responsáveis por um projecto de turismo de aldeia, o segundo criador de inovadoras e artísticas pranchas de surf.

Apaixonados pela região do Algarve há vários anos, Sandra e Arnaldo trocaram o norte do país pelo litoral norte algarvio. Bons conhecedores do turismo rural, depois de muitas férias dentro e fora de Portugal em que sempre procuraram inspiração em espaços marcados pela natureza e autenticidade, decidem em 2006 investir no seu próprio projecto de turismo de aldeia em Odeceixe, que se tornou também um projecto de vida em família.

Casal aposta em turismo rural

Em 2010, abriram as portas das Casas do Moinho a quem busca uma experiência de passar um ou dois dias numa antiga aldeia do país, num conceito único de proximidade e vivência local.

Sandra é psicóloga clínica, mas desde nova sempre se assumiu como empreendedora, com negócios de clinicas e infantário, que fazem dela uma excelente relações públicas e “visionária”, enquanto Arnaldo desenvolveu diversas actividades por conta de outrem, mas cedo também empreendeu no negócio de transportes e logística que entretanto vendeu para abraçar a gestão das Casas do Moinho. Hoje vivem e dão a viver o espírito de aldeia, bem longe do frenético movimento do quotidiano e onde o tempo parece parar.

São-brasense cria inovadoras pranchas de surf

Quanto a Octávio, nasceu há 40 anos em S. Brás de Alportel e fez os estudos nas Caldas da Rainha onde frequentou o curso de Artes Plásticas. Sendo um algarvio nato, o mar foi sempre uma parte importante no seu desenvolvimento pessoal e é em Cabanas de Tavira que tem o primeiro contacto com o surf numa tarde de levante de Verão.

Mais tarde, apresentou as suas próprias pranchas como projecto artístico no final do curso. O interesse pelo surf e pelas pranchas, aliado à formação em artes plásticas, fez nascer há cerca de 14 anos a sua própria empresa, a FEROX, marca 100% portuguesa cujo nome foi inspirado numa espécie de tubarão existente na costa algarvia.

Instalado no concelho de origem, em plena Serra do Caldeirão e sem ligação directa ao mar, hoje é procurado por surfistas de todas as nacionalidades e idades que apreciam os seus modelos artísticos e pranchas personalizadas, tendo neste Verão lançado um tipo de pranchas feitas com rolhas de cortiça recicladas e de madeira de pita agave, uma planta de origem mexicana existente no Algarve.

Uma vez que as boas ideias merecem um brinde, o mesmo está desde já assegurado pelo habitual apoio dos vitivinicultores locais Quinta do Morgado da Torre, Herdade dos Pimentéis e Quinta da Penina, que desde o primeiro momento estabeleceram uma parceria com a Beta Talk, promovendo os vinhos produzidos no concelho.

Como é habitual, a participação na Beta Talk de Setembro é totalmente grátis, embora seja necessária inscrição em http://tinyurl.com/betatalkportimao-setembro2014, ficando o wine-break por conta de quem vem, pelo que os participantes são convidados a trazer vinho (ou sumo) e snacks para partilhar.

Facebook Comments

Comentários no Facebook