‘Corpo restrito’ apresenta joalharia de autor

‘Corpo restrito’ apresenta joalharia de autor

375
PARTILHE
Mostra propõe um olhar diverso sobre a joalharia
Mostra propõe um olhar diverso sobre a joalharia

O Teatro das Figuras é o palco escolhido para acolher a mostra de joalharia contemporânea de autor ‘Corpo restrito’, no próximo dia 3 de Outubro, naquela que é uma apresentação formal a convidados, artistas e imprensa do projecto.

Com abertura marcada para as 21.30 horas, o projecto do mestre Joalheiro Filomeno Pereira de Sousa coloca em diálogo a joalharia contemporânea de autor e a fotografia.

‘Corpo Restrito’ parte de um desafio lançado a joalheiros, escultores, cenógrafos, e outros artistas plásticos para que arrisquem explorar a criação de jóias contemporâneas enquanto objectos artísticos, com conceitos personalizados, e a partir de qualquer técnica ou material, no pressuposto de pensar estas peças enquanto esculturas. Neste caso numa relação inversa: não é o corpo que transporta a jóia, mas a jóia que intervém, sobrepõe e conduz o corpo.

Do projecto resultará uma exposição que circulará por um conjunto de locais da região, estando prevista também a edição de um catálogo.

- Pub -

Enquanto mentor do projecto, o Mestre joalheiro Filomeno Pereira de Sousa pretende chamar a atenção para o corpo e a sua relação com os novos conceitos de joalharia de autor e de joalharia contemporânea colocando-os em confronto com outras formas de arte.

As peças serão mostradas sobre modelos que são pessoas comuns, rostos anónimos (ou nem por isso) da sociedade farense/algarvia.

A exposição será composta por cerca de 25 imagens, captadas pelo olhar e a lente de Vasco Célio.

Esta é uma iniciativa inédita no país que resulta do estabelecimento em Faro deste consagrado Mestre Joalheiro, e da sua capacidade de reunir um conjunto de artistas com ligações diversas ao meio das artes visuais, que se encorajaram a levar a cabo esta experiência única e invulgar na região.

A experiência artística do Mestre Joalheiro e o reconhecido mérito do fotógrafo Vasco Célio, são uma oportunidade única de acompanhamento aos restantes autores convidados para a criação das peças.

A exposição poderá ser visitada entre 11 e 18 de Outubro, no Palácio do Tenente em Faro, de 23 de Outubro a 29 de Novembro, nas Ruínas de Milreu em Estoi e entre 11 de Dezembro e Março de 2015, no Museu do Trajo de São Brás de Alportel.

Facebook Comments

Comentários no Facebook