Jornadas Europeias do Património na Mexilhoeira Grande

Jornadas Europeias do Património na Mexilhoeira Grande

236
PARTILHE
A descasca do milho será um dos pontos altos desta viagem por outros tempos na freguesia portimonense
A descasca do milho será um dos pontos altos desta viagem por outros tempos na freguesia portimonense

“Mexilhoeira Grande – A nossa cultura sai à rua!” é o mote das comemorações deste ano das Jornadas Europeias do Património em Portimão.

A autarquia liderada por Isilda Gomes destaca, de entre a programação, esta actividade prevista para dia 27 de Setembro, das 15 às 22 horas, no Adro da Igreja Matriz e nas ruas da freguesia.

As jornadas iniciam-se a 26 de Setembro com a apresentação de parte do Mosaico da Villa Romana da Abicada. Após os trabalhos de levantamento e acondicionamento realizados em 2011, os mosaicos ficaram sob a guarda do Museu de Portimão, tendo-se iniciado posteriormente, no âmbito de um projecto de colaboração com a Direcção Regional de Cultura do Algarve, o seu restauro.

Neste ia uma das partes restauradas será incorporada na exposição patente no Museu, “O Mediterrâneo aqui tão perto”.

Passeio guiado pela malha urbana da Mexilhoeira Grande

Para 27 de Setembro foi preparado um programa que contou com o total envolvimento da Junta de Freguesia da Mexilhoeira Grande e da sua comunidade que activamente se disponibilizou para apoiar a iniciativa de todas as formas possíveis, refere a nota de imprensa da Câmara portimonense.

Neste dia, a partir das 15 horas, será possível percorrer com um guia, as ruas da freguesia e descobrir a sua história, passando pelo barbeiro, pelo sapateiro, pela Misericórdia e pela Igreja Matriz.

Oportunidade de conhecer as artes e os saberes, bem como, provar os sabores que durante décadas fizeram parte da vida de diferentes gerações, e que hoje ainda subsistem nesta freguesia.

A moagem, o pão, empreita, vime, cortiça, atabua, rendas, ervas e mezinhas, doçaria, medronho, mel, vinho, queijo e biscoitos, são alguns exemplos das actividades e produtos que pode ali encontrar ou reencontrar.

Espaço ainda para uma área dedicada ao património arqueológico, edificado, etnográfico natural e imaterial da freguesia, que contemplará uma exposição do Museu de Portimão e da Junta de Freguesia da Mexilhoeira.

A proposta, refere a autarquia, é recuar no tempo e participar em actividades, oficinas de construções em taipa e adobe, pinturas com pigmentos naturais e cal, iniciação à arqueologia, moinhos de papel, jogos ambientais, quadrados com história e cerâmica.

Os jogos tradicionais também não serão esquecidos e não faltarão o pião, os berlindes, a malha, a corda, as caricas, a macaca, os jogos do burro e das cinco pedrinhas, entre outros, que poderão ser praticados por todos. 

Música para animar

Às 16 horas terá lugar a actuação do Rancho Folclórico da Figueira e, às 18 horas, sobem ao palco os acordeonistas Lígia e Belinha, Dinis e Filipe.

Neste viajar no tempo outras memórias também serão evocadas, como as animações e festas que juntavam a comunidade rural, onde a diversão se unia ao trabalho.

Para recordar esta tradição, às 20.30 horas, inicia-se a recriação da descasca do milho com testemunhos populares, ao som do Grupo Coral Adágio e das concertinas dos mexilhoeirenses, sem esquecer os tradicionais biscoitos fritos a acompanhar.

No dia 28 de Setembro, o programa preparado pelo Museu de Portimão propõe uma ida aos monumentos megalíticos de Alcalar, onde, entre as 10 e as 13 horas, os visitantes poderão fazer uma pequena viagem pela pré-história, através de visitas orientadas e participação nos ateliês de caça, placas de xisto e adornos, talhe de pedra e transporte do monolítico.

Durante os três dias, 26, 27 e 28 de Setembro o Museu de Portimão estará associado às Jornadas Europeias do património e terá entrada gratuita. O horário de funcionamento é das 10 às18 horas.

Facebook Comments

Comentários no Facebook