AIHSA distingue qualidade dos restaurantes do Algarve

AIHSA distingue qualidade dos restaurantes do Algarve

250
PARTILHE
O ‘Selo de Qualidade Turística’ vai ser atribuído anualmente aos 30 melhores restaurantes do distrito de Faro
O ‘Selo de Qualidade Turística’ vai ser atribuído anualmente aos 30 melhores restaurantes do distrito de Faro

A Associação dos Industriais Hoteleiros e Similares do Algarve (AIHSA) apresentou hoje o “Selo de Qualidade Turística”, que pretende atribuir anualmente aos 30 melhores restaurantes do distrito de Faro a partir de 2015.

O projecto, impulsionado pela AIHSA e pela Escola de Hotelaria e Turismo do Algarve, Região de Turismo do Algarve e Comunidade Intermunicipal do Algarve (AMAL), quer que o selo possa ser reconhecido como sinónimo de “excelência da gastronomia regional, da higiene e segurança alimentar e do atendimento ao cliente”.

O presidente da AIHSA, Daniel do Adro, explicou que o processo de certificação arranca em Novembro com um levantamento dos restaurantes da região, a divulgação dos requisitos que cada restaurante deve cumprir para ser elegível, a inspecção dos restaurantes e pode implicar um processo de formação profissional.

A AIHSA candidatou-se a apoios do Programa Operacional Algarve 21, através do eixo da promoção e capacitação institucional que permite que os responsáveis pelos restaurantes possam dar formação aos seus funcionários na Escola de Hotelaria e Turismo do Algarve de forma gratuita.

- Pub -

Para o presidente da Região de Turismo do Algarve, esta é uma oportunidade não só para promover o que a região tem de melhor para oferecer na área gastronómica, mas também começar a colocar a comida mediterrânica, reconhecida pela UNESCO como património imaterial da humanidade, visível na região e disponível aos visitantes.

O presidente da AMAL, Jorge Botelho, considerou o projecto uma aposta na qualidade e no serviço de excelência na área da gastronomia, que tem vindo a afirmar-se como factor estratégico no Algarve, que continua a lutar contra a sazonalidade turística.

(Agência Lusa)

Facebook Comments

Comentários no Facebook