Alunos do 1º ciclo de Vila Real aprendem a nadar

Alunos do 1º ciclo de Vila Real aprendem a nadar

284
PARTILHE
Programa estende-se à maioria dos estabelecimentos de ensino do concelho
Programa estende-se à maioria dos estabelecimentos de ensino do concelho

O projecto “1, 2, 3, 4… Já sei nadar” regressa este ano a Vila Real de Santo António.

Trata-se de uma iniciativa da autarquia local, da empresa municipal SGU e do Agrupamento de Escolas D. José I, que tem como objectivo transmitir aos alunos do 1º ciclo vila-realenses noções básicas de natação e promover a adaptação ao meio aquático.

Depois da edição de arranque, que contou com cerca de 250 participantes, com idades entre os 6 e os 11 anos, de 11 turmas do primeiro ciclo das escolas de Vila Real, o programa estende-se agora à maioria dos estabelecimentos de ensino do município.

Assim, neste ano lectivo, o “1, 2, 3, 4… Já sei nadar” mais que duplica a participação dos alunos, envolvendo agora 26 turmas e cerca de 500 estudantes das escolas Santo António, Caldeira Alexandre, António Aleixo e Monte Gordo.

- Pub -

As aulas decorrem em sistema rotativo e têm lugar de segunda a sexta-feira, às 9.30 e às 11.30, nas Piscinas Municipais de Vila Real, sendo cada grupo acompanhado por um professor responsável, dois professores de educação física e auxiliares educativos.

Segundo refere a autarquia em nota de imprensa, “a aprendizagem é feita ao ritmo de cada criança, sendo efectuada uma avaliação inicial na primeira aula. De forma a possibilitar a adesão de todas as escolas ao projecto, a autarquia disponibiliza transporte gratuito entre as piscinas e os estabelecimentos de ensino”.

A partir de Março do próximo ano, a actividade irá estender-se aos alunos do ensino pré-escolar (quatro e cinco anos), de forma a proporcionar a primeira experiência dentro de água aos mais pequenos.

Além de ensinar os alunos a nadar de forma correta, diminuindo os riscos associados aos acidentes ocorridos em meio aquático, “o projecto tem ainda como meta a promoção de estilos de vida mais saudáveis e o combate à obesidade infantil”, conclui a autarquia.

Facebook Comments

Comentários no Facebook