Centro Ciência Viva de Lagos recebe prémio de 20 mil euros

Centro Ciência Viva de Lagos recebe prémio de 20 mil euros

263
PARTILHE
Prémio da Fundação Calouste Gulbenkian destina-se ao desenvolvimento de projectos de divulgação e comunicação em Saúde
Prémio da Fundação Calouste Gulbenkian destina-se ao desenvolvimento de projectos de divulgação e comunicação em Saúde

O Centro Ciência Viva de Lagos (CCVL) recebeu um prémio da Fundação Calouste Gulbenkian, no valor de 20 mil euros, para desenvolvimento de projectos de Divulgação e Comunicação em Saúde.

Na sequência da submissão do projecto Saúde a 4 Tempos ao Concurso “Literacia da Saúde 2014” da Fundação Calouste Gulbenkian, projecto do CCVL foi financiado em 20 mil euros para ser implementado quer em escolas do Algarve mas também noutras instituições da região.

Saúde a 4 Tempos abordará quatro temáticas organizadas motivacional e formalmente com as quatro estações do ano. Desta forma, cada temática abordará as áreas da saúde directamente relacionadas com as estações em que se inserem.

Assim, serão abordados os seguintes temas: “Primavera – Sistema imunitário, as Alergias”; “Verão – Cancro, a Pele”; “Outono – Saúde Mental, Desordem Afectiva Sazonal” e “Inverno – Vírus, Gripe”.

As metodologias deste projecto do Ciência Viva de Lagos envolverão Sessões de Esclarecimento e Cafés de Ciência, onde se promoverá o debate sobre questões importantes nem sempre associadas directamente à Saúde, nomeadamente as sociológicas (envelhecimento da população), as económicas (o alto custo económico da Saúde e os impactos económicos das doenças crónicas), entre outros. Também o Desafio à Escola e Actividades Mãos na Massa são outras das formas pelas quais o Centro Ciência Viva de Lagos irá implementar este projecto no terreno.

Primeira vez que um Centro Ciência Viva é financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian

Assim, com o projecto “Saúde a 4 Tempos”, o “Centro Ciência Viva de Lagos assume o papel de veículo divulgador de informação científica mas também de formação dos cidadãos para que estes possam ter um papel mais interventivo nas decisões políticas, seja em Saúde, seja ao nível da Ciência”, explica aquele organismo em nota de imprensa.

Na edição 2014 deste concurso da Gulbenkian eram elegíveis projectos de intervenção em literacia da Saúde cujo conteúdo se adeqúe à temática “Os Cidadãos e a Saúde: melhorar a informação, melhorar a decisão”, devendo conter uma componente de inovação, determinante para a elegibilidade e selecção.

Na edição anterior deste concurso, apenas seis projectos foram financiados num total de 276 candidaturas, sendo esta a primeira vez que um Centro Ciência Viva é financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian no âmbito de projectos de Literacia em Saúde.

Para além das várias actividades inerentes ao seu espaço expositivo (Exposição Permanente, Exposições Temporárias, Oficinas Escolares, Saídas de Campo e Palestras), o Ciência Viva de Lagos “tem vindo também a assumir-se noutras áreas da Ciência, nomeadamente através da associação a projectos de investigação científica e no qual desempenha o papel de parceiro de Comunicação e Divulgação de Ciência”.

Facebook Comments

Comentários no Facebook