Convívio da Safra do Sal anima Castro Marim

Convívio da Safra do Sal anima Castro Marim

251
PARTILHE
Convívio pretende juntar trabalhadores, empresários e entidades ligados à actividade salineira
Convívio pretende juntar trabalhadores, empresários e entidades ligados à actividade salineira

O I Convívio da Safra do Sal realiza-se mo próximo dia 31, pelas 18 horas, na Casa do Sal de Castro Marim.

No mesmo dia, será também inaugurada a exposição fotográfica colectiva “Histórias de Sal”, promovida pela Associação ¼ Escuro, com a colaboração do Taller de Fotografia de Lepe (Espanha), do Clube de Fotografia de Guérande e do Clube de Fotógrafos de La Baule (França). Participam, no seu conjunto, 45 autores, numa exposição em que coexiste uma enorme diversidade de olhares e de linguagens, tantas quantas as “Histórias de Sal”.

“O convívio pretende juntar trabalhadores, empresários e entidades ligados à actividade salineira, tão importante para a economia local. Castro Marim é, actualmente, o núcleo mais representativo da salicultura tradicional, não só por ser uma unidade geográfica bem definida, mas também porque aqui persiste a maior comunidade de salinicultores artesanais”, refere a autarquia castromarinense, entidade organizadora da festa.

Figura tradicional do concelho de Castro Marim, o salineiro é figura do passado mas também do presente e do futuro. Parte da história e da identidade cultural do concelho, é pela profissão de salineiro que passa também o desenvolvimento económico de Castro Marim, assente na valorização e exploração dos recursos naturais.

- Pub -

“A ideia deste convívio passa também por promover e dignificar a profissão de salineiro, pilar fundamental no crescimento da produção do Sal de Castro Marim. Já conquistamos o mercado de outros países, o Sal de Castro Marim já é um produto reconhecido e com mérito fora de Portugal também, mas precisamos de trabalhar no sentido de reactivar a actividade na sua globalidade para aumentarmos os níveis de exportação”, referiu a vereadora da Cultura da Câmara de Castro Marim, Filomena Sintra. “Queremos também reforçar o papel da Casa do Sal, como ponto de informação, promoção e valorização da actividade salineira tradicional”, finalizou a vereadora.

Facebook Comments

Comentários no Facebook