Crédito Agrícola atribui Prémio Inovação a investigador da UAlg

Crédito Agrícola atribui Prémio Inovação a investigador da UAlg

239
PARTILHE
Brunho Medronho, um dos vencedores do Prémio Inovação Crédito Agrícola
Brunho Medronho, um dos vencedores do Prémio Inovação Crédito Agrícola

Bruno Medronho, investigador da Universidade do Algarve, foi um dos grandes vencedores do Prémio Inovação Crédito Agrícola, divulgado, ontem, terça-feira, numa cerimónia que decorreu no Museu Fundação Oriente e contou com a presença de Assunção Cristas, ministra da Agricultura e do Mar.

Bruno Medronho é bolseiro de pós-doutoramento, no âmbito de uma bolsa da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, no Laboratório de Biotecnologia Vegetal da UAlg e recebeu o primeiro prémio, no valor de cinco mil euros, na categoria “Investigação e Inovação Tecnológica”, com o projecto “Desenvolvimento de Processos Sustentáveis para a Produção Ecológica de Fibras Têxteis a partir de Recursos Agro-Florestais”.

Este projecto tem como principal objectivo o desenvolvimento de novos solventes para a dissolução e regeneração de celulose com vista à sua aplicação na produção de fibras têxteis.

“Nós discordamos da posição genericamente aceite pela comunidade científica que atribui a insolubilidade da celulose a um tipo específico de interacções (i.e. pontes de hidrogénio) entre as moléculas de celulose”, explica o investigador. “A nossa análise sugere que a celulose tem um claro comportamento anfifílico e, portanto, as interacções hidrofóbicas são muito importantes para explicar o padrão de solubilidade. Em ultima análise, este projecto pretende desenvolver alternativas sustentáveis ao algodão e às fibras sintéticas. Os resultados deste projecto poderão ajudar a revitalizar diferentes áreas nos sectores agro-florestal e têxtil, contribuindo para a dinamização da economia nacional”, conclui o investigador.

Comentários no Facebook