Faro com novo terminal rodoviário no Verão

Faro com novo terminal rodoviário no Verão

274
PARTILHE
Novo terminal funcionará num terreno do centro da cidade actualmente usado para estacionamento
Novo terminal funcionará num terreno do centro da cidade actualmente usado para estacionamento

A cidade de Faro deverá ter, no próximo Verão, um novo terminal rodoviário exclusivo para o transporte público urbano, que funcionará num terreno do centro da cidade actualmente usado para estacionamento, disse hoje à Lusa o presidente da autarquia.

O actual terminal rodoviário da cidade, que funciona há mais de 40 anos no rés-do-chão de um hotel, contíguo ao local previsto para o novo terminal, continuará a servir os transportes interurbanos, de longa distância e internacionais, explicou o administrador da EVA Transportes, Carlos Osório Gomes.

Custo da obra ronda os 660 mil euros

Segundo aquele responsável, o novo terminal – constituído por um edifício com café, sala de espera, casas de banho e uma pala de grandes dimensões para abrigar os passageiros -, deverá estar pronto dentro de nove meses, em meados de Julho, estimando-se que o custo da obra ronde os 660 mil euros.

- Pub -

À margem da assinatura do auto de consignação da obra, Rogério Bacalhau admitiu à Lusa que a retirada de 70 lugares de estacionamento gratuitos do terreno onde será implantado o novo terminal, entre o actual e a estação de comboios, deverá causar “alguns constrangimentos”, mas considerou que a qualidade do serviço compensará a supressão daquele parque.

“Daqui a nove meses teremos um equipamento moderno, com condições de segurança, conforto e proximidade para os nossos munícipes”, afirmou, lembrando que o acesso aos autocarros urbanos é feito no exterior do actual terminal, onde há um abrigo para os passageiros, mas cujas condições são precárias.

De acordo com o administrador da EVA e também presidente da empresa PXM, detida a 100% pela EVA e que opera apenas a nível urbano, as bilheteiras para o serviço de transporte urbano continuarão a funcionar nas instalações da EVA.

Segundo Carlos Osório Gomes, trata-se de uma obra pública, executada e explorada pela empresa concessionária, a PXM, pelo período de 20 anos, ao fim do qual o terminal reverte para a autarquia.

A PXM tem uma frota de 29 autocarros que no último ano percorreram mais de 1 milhão de quilómetros, num total de mais de 1,3 milhões de viagens realizadas nos nove circuitos urbanos e seis linhas.

O novo terminal rodoviário resulta do concurso de concessão dos transportes públicos municipais, que foi ganho pela transportadora EVA.

(Agência Lusa)

Facebook Comments

Comentários no Facebook