Adubos de Portugal suspeita de ser origem do surto de legionella

Adubos de Portugal suspeita de ser origem do surto de legionella

212
PARTILHE
Governo anuncia fiscalização extraordinária à Adubos de Portugal em Alverca do Ribatejo
Governo anuncia fiscalização extraordinária à Adubos de Portugal em Alverca do Ribatejo

A fábrica Adubos de Portugal, situada em Alverca do Ribatejo, entre o nó da A2 com a A9 – CREL (Circular Regional Externa de Lisboa) e as instalações da OGMA – Aeronaútica, está no centro das atenções por ser o provável foco inicial do surto de legionella que afecta o concelho de Vila Franca de Xira.

O ministro do Ambiente, Jorge Moreira da Silva, anunciou já hoje que existe uma elevada probabilidade do foco inicial estar situado numa torre de refrigeração de uma indústria.

O governante avançou que “dentro de horas” será realizada “uma acção inspectiva extraordinária” à empresa Adubos de Portugal, destinada a apurar se será esta o foco inicial do surto e se a situação configura ou não a prática de “um crime ambiental de propagação de micro-organismo no meio ambiente”.

Parece assim afastada, com os dados actuais, a hipótese da bactéria estar alojada no sistema de abastecimento de água.

- Pub -

As torres de refrigeração industriais, por recorrerem a água para arrefecimento, através de aerosol, são propensas ao desenvolvimento de legionella em caso de manutenção precária dos sistemas.

Até ao momento o surto de legionella já afectou 235 doentes, cinco com desfecho fatal.

Facebook Comments

Comentários no Facebook