CHA confirma dois casos de legionella no Algarve

CHA confirma dois casos de legionella no Algarve

282
PARTILHE
Algarve com dois casos confirmados de legionella, um doente permanece internado no hospital de Faro em estado considerado "estável"
Algarve com dois casos confirmados de legionella, um doente permanece internado no hospital de Faro em estado considerado “estável”

O Algarve tem neste momento dois casos confirmados de doentes vítimas da bactéria legionella, avançou o Centro Hospitalar do Algarve (CHA), depois de ontem, como o Postal noticiou (VER) apenas um caso, em Faro, estar confirmado.

De acordo com as novas informações do CHA, prestadas aos Postal, o doente tratado no hospital Portimão trata-se de uma mulher de 46 anos de idade, que deu entrada naquela unidade hospitalar a 27 de Outubro e teve alta a 3 de Novembro.

Até ontem este caso não estava confirmado como sendo de legionella, mas neste momento a confirmação já é um facto, restando por saber ainda se estará relacionado com o surto de Vila Franca de Xira. A investigação epidemiológica que se destina a apurar esta ligação ainda decorre.

Doente internado em Faro está “estável”

- Pub -

Confirmado desde ontem como um caso de legionella está um outro doente internado no hospital de Faro. Um homem de 45 anos que deu entrada na unidade hospitalar a 24 de Outubro e que esteve internado nos cuidados intensivos.

O doente já transitou para uma enfermaria no internamento geral, onde recupera, sendo a sua situação classificada como “estável”.

Este caso tem confirmada a ligação com o surto de legionella de Vila Franca de Xira.

Recorde-se que de acordo com as autoridades de saúde a presença de casos de doentes portadores da doença não significa que o surto tenha alastrado ao Algarve. Existem doentes infectados com legionella internados em várias unidades hospitalares do país e mesmo no estrangeiro, sem que por isso haja uma situação de alastramento da zona afectada pelo surto, até ao momento circunscrita ao concelho de Vila Franca de Xira.

Os doentes internados em várias unidades de saúde do país (continente) estão referenciados como estando ligados à zona afectada pelo surto de legionella, o mesmo acontecendo com o doente internado no hospital de Faro. Estes doentes portadores da bactéria não constituem, no entanto, um foco de propagação da bactéria que não se transmite entre pessoas.

Não há pois risco de contágio na região pela simples existência destes casos.

O surto de legionella, que está a afectar o concelho de Vila Franca de Xira e tem já casos reportados em diversos hospitais do país e ainda no Peru e em Angola.

Facebook Comments

Comentários no Facebook