Combate ao desperdício alimentar é tema de debate em Faro

Combate ao desperdício alimentar é tema de debate em Faro

203
PARTILHE
- Pub -
Os números do desperdício alimentar divulgados pela ONE são assustadores atingindo cerca de um terço da produção mundial
Os números do desperdício alimentar divulgados pela ONE são assustadores atingindo cerca de um terço da produção mundial

A Sala de Actos da Faculdade de Economia da Universidade do Algarve, no Campi de Gambelas, acolhe a 22 de Novembro em sessão pública, um seminário sobre o projecto Incubadora de Projectos Empresariais para a Inclusão (IPEI).

O objectivo da organização, a cargo da Associação Portuguesa de Criatividade e Inovação (APGICO) em associação com o Centro de Investigação sobre Espaço e Organizações (CIEO) da Universidade do Algarve, pretende desenvolver novos projectos na área do combate ao desperdício alimentar no distrito de Faro.

A decorrer entre as 9 e as 13 horas, o seminário conta com as intervenções de Marta Teixeira (Refood Faro), João Amaro (Tertúlia Algarveia), Carla Rosa (Refood Algoz) e Paula Policarpo (Zero Desperdício), lado-a-lado com Pedro Cebola (C.A.S.A.), Marco Formosinho (Universidade do Algarve), Nuno Alves (Banco Alimentar – Algarve) e Nuno Ferreira (Mercado Abastecedor da Região do Faro), com a moderação do painel a cargo de Fernando Cardoso Sousa da APGICO.

- Pub -

O monstro do desperdício alimentar

A temática em análise é uma preocupação crescente num mundo que cada vez tem maiores dificuldades em prover alimentação para a população crescente e que, em particular, tem especiais problemas em prover aos habitantes do planeta alimentação em quantidade e qualidade, bem como, a preços sustentáveis.

Dados divulgados pelas agências da ONU responsáveis pelas áreas da alimentação e ambiente revelam que em 2013, cerca de um terço dos alimentos produzidos acabou no lixo e que em termos absolutos este valor se consubstancia em 1,3 mil milhões de toneladas de alimentos desperdiçados.

Valores muito importantes que merecem uma reflexão adequada sobre os efeitos deste fenómeno na capacidade mundial de alimentar a população da terra e no custo ambiental, nomeadamente em consumo de água e pesticidas, inerente à produção de alimentos que acabam desperdiçados, também eles, no meio ambiente.

A participação está sujeita a inscrições que podem ser efectuadas até ao dia 20 de Novembro no sítio http://www.ipei-incubadora.pt/ (VER).

- Pub -