Enfermeiros dizem hoje se mantêm greves

Enfermeiros dizem hoje se mantêm greves

365
PARTILHE
Nuno Manjua do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses no Algarve
Nuno Manjua do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses no Algarve

O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) revela em conferência de imprensa, agendada para as 13 horas de hoje, se estes profissionais mantêm ou não as greves agendadas para este mês, nomeadamente a da próxima sexta-feira. A informação foi confirmada ao Postal por Nuno Manjua, representante do SEP no Algarve.

O Governo solicitou por carta do secretário de Estado da Saúde, Manuel Teixeira, aos enfermeiros portugueses que não levem a cabo as greves previstas para a próxima sexta-feira e para o dia 21 de Novembro.

Na origem do pedido, justifica o ministério, está o surto de legionella que afecta o país e que mantinha até ontem – momento do último balanço oficial – internados mais de 300 doentes.

Citada pela Lusa a carta do membro do Governo refere que “sem questionar o direito constitucional à greve, solicita-se que, tendo em conta o interesse público e o cenário epidemiológico extraordinário actual, se dignem avaliar a oportunidade da paragem laboral já decretada, as consequências nos cuidados prestados às pessoas e a percepção social sobre a greve e os seus riscos”.

- Pub -

O Ministério argumenta que o surto de ‘legionella’ “ainda não se encontra debelado, podendo ainda aumentar o número de doentes com necessidade de cuidados de saúde” bem como a necessidade de recursos humanos, nomeadamente enfermeiros.

Indica ainda que não é possível estimar a evolução do número de infectados por ‘legionella’, nem quantificar o número de enfermeiros indispensáveis para assegurar os cuidados de saúde exigidos.

“(…) nesta situação de desafio excepcional torna-se ainda mais importante que todos os agentes do sector demonstrem o grau de profissionalismo e responsabilidade que tem sido a chave do sucesso na resposta aos desafios do momento”, refere também a carta dirigida ao presidente do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP).

Com Agência Lusa

 

Facebook Comments

Comentários no Facebook