Castro Marim reintegra mais de 150 desempregados

Castro Marim reintegra mais de 150 desempregados

214
PARTILHE
Protocolo entre a autarquia e as IPSS do concelho cria mais de 150 postos de trabalho
Protocolo entre a autarquia e as IPSS do concelho cria mais de 150 postos de trabalho

Mais de 150 munícipes castromarinenses desempregados foram reintegrados profissionalmente, resultado dos protocolos celebrados entre a Câmara de Castro Marim e as Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) do concelho (Associação Cegonha Branca, Associação dos Amigos e Naturais de Castro Marim “Sapal Verde”, Associação de Bem Estar Social da Freguesia de Azinhal “ABESFA”, Associação Social da Freguesia de Odeleite, Santa Casa da Misericórdia de Castro Marim, Associação dos Amigos e Naturais do Azinhal “ANA” e Casa do Povo do Azinhal).

Os beneficiários desta iniciativa estão a trabalhar nas IPSS do concelho, nomeadamente nas áreas do apoio social e educação, como lares, centros de dia, Unidade de Cuidados Continuados, escolas e infantários.

Em 2014 foram investidos nesta iniciativa cerca de 300 mil euros, financiando a autarquia local a fracção não subsidiada pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP).

“Em 2015 vamos aumentar a verba destinada a esta medida. Será um grande esforço financeiro para a autarquia, mas queremos assegurar a abrangência a um maior número de famílias, porque, quando falamos nos 150 munícipes retirados do desemprego, não podemos esquecer-nos do desafogo que isso representa para as famílias”, refere o presidente da Câmara de Castro Marim, Francisco Amaral.

Facebook Comments

Comentários no Facebook