Bolo-rei gigante de Olhão reverte para a solidariedade

Bolo-rei gigante de Olhão reverte para a solidariedade

288
PARTILHE
Alfarroba é a novidade do bolo-rei deste ano
Alfarroba é a novidade do bolo-rei deste ano

No mês do Natal, volta a tradição a Olhão, com mais uma edição do bolo-rei gigante. O chef pasteleiro Filipe Martins dá o mote e, a 13 de Dezembro, a partir das 10.30 horas, junto à Igreja Matriz de Olhão, a festa faz-se com 70 metros do delicioso doce típico desta época do ano.

Este ano, se a pastelaria Kubidoce apresenta como novidade o bolo-rei de alfarroba com chocolate negro, laranja, passas e amêndoa, representando os genuínos sabores do Algarve, também haverá bolo-rei de chocolate branco com nozes e laranja, com chocolate negro, laranja, caju e amêndoa e o tradicional bolo-rei com frutas cristalizadas.

O bolo-rei gigante será construído com a mistura destes quatro sabores, devendo pesar cerca de 600 quilos e, tal como aconteceu na última edição, por cada fatia de bolo que será distribuída à população será solicitado o donativo de uma moeda (mínimo 20 cêntimos). “O dinheiro angariado será para entregar a uma instituição de solidariedade social do concelho, tal como aconteceu no ano passado”, revela o chef Filipe Martins, que conta para a angariação dos donativos com a colaboração dos escutas de Olhão.

Para confeccionar 600 quilos de bolo-rei, o chef pasteleiro conta utilizar 150 quilos de farinha, 600 ovos, 30 quilos de açúcar, 50 quilos de chocolate branco, 50 quilos de chocolate negro, 300 quilos de frutas cristalizadas, amêndoas, nozes, pinhões, amendoins, avelãs, cajus e passas, cinco quilos de farinha de alfarroba, 10 litros de aguardente, 20 litros de azeite, 20 litros de leite e 10 quilos de fermento.

- Pub -

No local da festa não faltará animação, com a presença de instrutores de um ginásio olhanense a convidar ao exercício físico e onde também haverá uma tabela nutricional. “É preciso provar o bolo-rei mas também manter a linha, daí termos feito esta parceria”, refere Filipe Martins, que este ano apresenta junto ao local onde se faz a festa do bolo-rei gigante, uma pastelaria completamente nova, com 100m2, onde a modernidade e a história olhanense surgem lado a lado. O jovem empresário conta já com três espaços em Olhão, estando previsto para o início do próximo ano a abertura de uma nova pastelaria, desta vez na Fuseta.

“Esta é cada vez mais uma festa da cidade de Olhão, não da pastelaria Kubidoce”, destaca Filipe Martins, ressalvando que a tradição está de volta nos bolos-rei deste ano, já que todos apresentam o saudoso brinde e a indesejada fava, ambos embrulhados em película, como exigem as regras para a higiene e segurança alimentar.

Facebook Comments

Comentários no Facebook