OMS declara Espanha livre do ébola

OMS declara Espanha livre do ébola

275
PARTILHE
Imagem do vírus ébola ao microscópio
Imagem do vírus ébola ao microscópio

A Organização Mundial de Saúde (OMS) confirmou hoje que Espanha está livre do vírus do Ébola, felicitando o país pela forma como trabalhou para controlar a propagação da doença.

Em reacção ao anúncio da OMS, o primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, manifestou a sua satisfação, afirmando tratar-se de um sucesso do sistema de saúde nacional e dos respectivos profissionais. 

“Demonstra a capacidade de lutar contra esta doença”, escreveu o chefe do Governo espanhol na sua conta na rede social Twitter. 

“Espanha está livre do Ébola, satisfeito. Um sucesso do sistema de saúde e dos seus profissionais”, acrescentou.

- Pub -

Para declarar um país livre do vírus têm de passar 42 dias – o dobro do período de incubação – sem que surja nenhum caso. 

O anúncio da OMS acontece após 42 dias da realização da segunda análise negativa à auxiliar de enfermagem espanhola Teresa Romero e depois de uma voluntária dos Médicos sem Fronteiras (MSF), sob vigilância no Hospital Carlos III de Madrid, não apresentar sintomas da doença.

Teresa Romero, de 44 anos, foi o primeiro caso de contágio do vírus do Ébola fora de África.

O mais recente balanço da epidemia do Ébola, da responsabilidade da OMS e revisto na segunda-feira, dava conta de cerca de seis mil mortos. 

Guiné-Conacri, Libéria e Serra Leoa, todos países da África Ocidental, continuam a ser as áreas mais afectadas pela doença.

A 28 de Novembro, havia 2.155 casos de Ébola na Guiné-Conacri, com 1.312 mortos, 7.635 casos na Libéria, com 3.145 mortos, e 7.109 na Serra Leoa, com 1.530 vítimas mortais.

Agência Lusa

Facebook Comments

Comentários no Facebook