Técnicos averiguam causas do acidente em Armação de Pêra

Técnicos averiguam causas do acidente em Armação de Pêra

392
PARTILHE
Rosa Palma identifica a idade de muitas infras-estruturas enterradas do concelho como um problema a ser resolvido faseadamente
Rosa Palma identifica a idade de muitas infras-estruturas enterradas do concelho como um problema a ser resolvido faseadamente

Os técnicos municipais de Silves estão a estudar a causa do colapso de parte de uma rua em Armação de Pêra, registado ontem como o Postal noticiou (VER), enquanto decorrem as obras de reparação da conduta de água, disse a presidente da Câmara.

Estão a “retirar os terrenos que estavam instáveis para tentar procurar a origem do sucedido”, explicou Rosa Palma, referindo que o abastecimento de água à população daquela zona do concelho de Silves deverá ser restabelecido ainda hoje.

Um casal de idosos que passava na rua no momento do colapso de parte da rua caiu no buraco e está hospitalizado, estando a mulher a receber tratamento no serviço de ortopedia e o homem internado na unidade de cuidados intensivos, disse à Lusa fonte hospitalar.

A presidente da Câmara de Silves disse que visitou hoje o casal para conhecer o quadro clínico e que levou apoio psicológico à mulher acidentada, tendo assegurado que a autarquia vai ressarcir o casal pelos danos causados.

- Pub -

O colapso ocorreu por volta das 15:00 nas proximidades da conduta, cuja rutura já estava sinalizada. A autarca aponta por isso como causa provável do buraco que se formou o desgaste provocado pela passagem da água.

As rupturas em condutas de abastecimento de água no concelho de Silves são um problema frequente e existem vários locais reincidentes, razão que motivou o executivo municipal a pedir um levantamento das áreas problemáticas.

Admitindo que este é um problema que afecta todo o concelho, Rosa Palma explicou que algumas das condutas de abastecimento de água têm mais de 30 anos e nunca foram alvo de manutenção ou substituição.

Dada a dimensão da rede de abastecimento e as possibilidades financeiras da autarquia, o executivo municipal vai optar pela substituição faseada da rede em vez da substituição imediata de toda a rede.

Agência Lusa

Facebook Comments

Comentários no Facebook