Abertas inscrições para Residências de Criação Artística no CECAL

Abertas inscrições para Residências de Criação Artística no CECAL

277
PARTILHE
Artistas podem utilizar os espaços e equipamentos que constituem o CECAL
Artistas podem utilizar os espaços e equipamentos que constituem o CECAL

As candidaturas ao Programa de Residências de Criação Artística do CECAL – Centro de Experimentação e Criação Artística de Loulé para este ano decorrem durante o corrente mês de Janeiro.

Através desta iniciativa serão realizadas Residências Artísticas nas “áreas das artes plásticas, artes performativas, da música, da fotografia, vídeo ou som, numa vertente que poderá ser multidisciplinar e onde serão valorizados os projectos que operem uma reflexão ou que tomem como objecto de trabalho o território plural do Concelho de Loulé e do Algarve”, informa a autarquia louletana em nota de imprensa.

Podem candidatar-se a estas residências todos os artistas nestas áreas, sendo que as candidaturas podem ser conjuntas, sujeitas à capacidade dos espaços.

As residências serão realizadas de duas formas: dois projectos de longa duração durante três meses (de Abril a Junho e de Outubro a Dezembro) e quatro projectos de curta duração durante um mês (nos meses de Junho, agosto, Outubro e Dezembro).

- Pub -

Os artistas podem durante este período utilizar os vários espaços e equipamentos que constituem o CECAL: uma câmara escura, duas salas multiusos/ateliers, uma sala estúdio de música, um espaço de exposições e um estúdio de dança. Quando a residência incidir nas artes performativas, será disponibilizado, sempre que possível, também o Cine-Teatro Louletano.

As candidaturas devem ser dirigidas à coordenação do CECAL, num formulário próprio disponível no site da autarquia (www.cm-loule.pt) onde devem constar a natureza e apresentação do projecto com os objectivos da residência, portfólio/imagens de trabalhos anteriores, indicação dos espaços do centro a utilizar, tipo de apoio pretendido e orçamento do projecto

O período de candidaturas decorre durante o mês de Janeiro e o mês de Julho. A avaliação é feita em Fevereiro e em Agosto. A comissão de selecção dos projectos integra elementos de reconhecida experiência e idoneidade, sendo o júri composto por Dália Paulo, chefe de Divisão de Cultura e Património da Câmara Municipal de Loulé, Márcia André e Mirian Tavares, da Universidade do Algarve, e um júri por área de projecto, com duas pessoas da área artística.

Em Março e em Setembro será comunicada a decisão da aceitação das candidaturas.

A avaliação dos projectos é feita de acordo com os seguintes parâmetros: mérito do candidato, inovação do plano de trabalhos e em particular, ao modo como este incide sobre a experimentação e a criação na área respectiva e adequação do projecto ao programa.

As Residências Artísticas são uma valência diferente e inovadora no Algarve, que reúne criação artística, formação e experimentação de conhecimento cultural.

Facebook Comments
PARTILHE
Email: jornalpostal@gmail.com

Comentários no Facebook