Escritor João Vasco Reis lança ‘Lagoa – Imagens e Memórias’

Escritor João Vasco Reis lança ‘Lagoa – Imagens e Memórias’

240
PARTILHE
Livro comemora o 242º aniversário da fundação do concelho de Lagoa
Livro comemora o 242º aniversário da fundação do concelho de Lagoa

O novo livro de João Vasco Reis, intitulado “Lagoa – Imagens e Memórias”, vai ser lançado no próximo dia 15, pelas 21.30 horas, no Auditório Municipal de Lagoa.

A obra tem prefácio de Francisco Martins, presidente da Câmara de Lagoa, e edição da autarquia, contando com um apontamento de fado por Teresa Tapadas.

Segundo o prefácio, a publicação “descobre o reviver de sentimentos próprios em presença da história, com lugares comuns na evolução do homem, através da investigação efectuada, que retrata fielmente a evolução do Concelho de Lagoa ao longo dos tempos, a maturidade da sua sociedade e a afirmação no contexto regional e nacional, como referência”.

João Vasco Reis, que fará uma intervenção sobre o conteúdo da obra, lembra que, neste novo livro, “não omitiu a valiosa contribuição dos povos para que o concelho de Lagoa se tenha transformado num paraíso turístico capaz de ombrear com o que de melhor existe no mundo”. Tudo feito à custa do labor de homens e mulheres, naturais ou não de Lagoa, que sempre pugnaram pela sua terra e pelas suas tradições que, ao longo dos séculos, ocorreram e continuam a ocorrer no concelho, fundado a 16 de Janeiro de 1773, como bem se ilustra e se descreve no livro “Lagoa Imagens e Memórias”, que inclui fotos e ilustrações legendadas e com o qual a Câmara de Lagoa comemora os 242 anos da fundação, de forma expressiva e dignificante porque, afinal, ensinar também é aprender.

- Pub -

“É essa, seguramente, a filosofia do autor, através de narrações condensadas e imagens dos tempos mais antigos – antes e depois da criação do concelho – sem esquecer as belezas naturais de Lagoa, nomeadamente o mar e a costa, as suas belas praias, as misteriosas furnas e algares”, refere a autarquia lacobrigense em nota de imprensa.

Assim, “as fotos e as legendas que fazem parte desta obra dizem tudo quanto a pena e a sensibilidade do autor não conseguiu abarcar e passar para o presente livro”, finaliza.

Facebook Comments

Comentários no Facebook