Prisão preventiva para britânico indiciado pela morte da mulher

Prisão preventiva para britânico indiciado pela morte da mulher

287
PARTILHE
Juiz de Instrução decretou prisão preventiva ao britânico sobre quem recaem as suspeitas de homicídio da esposa na zona de Alcalar
Juiz de Instrução decretou prisão preventiva ao britânico sobre quem recaem as suspeitas de homicídio da esposa na zona de Alcalar

O cidadão britânico suspeito de ter matado e enterrado a mulher no quintal da moradia que o casal habitava na zona de Alcalar, em Portimão, ficou hoje em prisão preventiva, disse à Lusa fonte policial.

O homem, de 59 anos, foi ouvido hoje em primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Portimão, onde chegou por volta das 16:00, indiciado pelo crime de homicídio qualificado.

O arguido, que na terça-feira indicou o local onde se encontrava o corpo da sua mulher, desaparecida desde novembro de 2014, foi detido na quarta-feira pela Polícia Judiciária. 

O corpo da mulher, de 72 anos, de nacionalidade britânica, foi encontrado enterrado no quintal da moradia que o casal habitava há vários anos, situada a cerca quatro quilómetros do Autódromo Internacional do Algarve. 

- Pub -

O desaparecimento da mulher foi comunicado por familiares às autoridades britânicas, que alertaram a polícia portuguesa.

(Agência Lusa)

Facebook Comments

Comentários no Facebook