Tavira convida a partilhar memórias da I Guerra Mundial

Tavira convida a partilhar memórias da I Guerra Mundial

221
PARTILHE
Câmara convida os tavirenses a partilhar elementos que possuam sobra a I Guerra Mundial
Câmara convida os tavirenses a partilhar elementos que possuam sobra a I Guerra Mundial em prol da participação de Portugal

O Município de Tavira associa-se ao programa “Portugal 1914-1918” promovido pelo Instituto de História Contemporânea da Universidade Nova de Lisboa, com o propósito de sensibilizar a população em geral para a importância da preservação da memória da Primeira Guerra Mundial.

Neste contexto, a autarquia convida os tavirenses, descendentes de soldados que combateram neste conflito, a partilhar fotografias, postais, cartas, medalhas, diários, mapas, testemunhos gravados de combatentes, uma granada espoletada, um kit de sobrevivência, uma farda, entre outros elementos. “Qualquer recordação é válida, contribuindo, assim, para promover o estudo e a divulgação da história da participação de Portugal nesta Guerra Mundial”, explica a autarquia.

A partilha poderá ser feita para o endereço de email: museu@cm-tavira.pt.

Programa ‘Portugal 1914-1918’ incentiva à participação de todos os cidadãos

- Pub -

O programa “Portugal 1914-1918” incentiva à participação de todos os cidadãos para recordar e conhecer melhor a história do conflito e suas repercussões no nosso país. “Pretende-se recordar os soldados que partiram, as suas famílias e todos quantos ficaram e sofreram o impacto da Guerra, bem como salvaguardar a integridade da memória da participação portuguesa no conflito de 1914-1918, parte integrante e indissociável da identidade colectiva nacional”, pode ler-se na nota de imprensa enviada pela autarquia tavirense.

De salientar que este programa é constituído por três projectos autónomos:

O portal Portugal 1914-1918 (www.portugal1914.org ) que disponibiliza, em acesso livre e aberto, informação e documentos sobre a história de Portugal e a Grande Guerra, salientando o impacto do conflito ao nível local;

O projecto Memórias da I Guerra Mundial 1914-1918 (www.facebook.com/memoriasdaguerra) que pretende conhecer e contar a história dos soldados que foram para a guerra, os seus percursos, dos seus familiares e de todos os que ficaram;

Projecto Dias da Memória que resulta da recolha de testemunhos, histórias, peças, fotografias, postais, cartas, medalhas, diários, mapas e documentos sobre a participação de portugueses na I Grande Guerra, efectuada, em Outubro de 2014, no Palácio de São Bento.

O conflito representou um momento determinante do mundo contemporâneo, cujos efeitos marcaram, significativamente, a História de Portugal. Entre 1914 e 1918, partiram para a Guerra mais de cem mil soldados portugueses, provenientes de todo o país. Combateram, em África e na Flandres, tendo morrido quase oito mil homens, outros tantos ficaram feridos, seis mil ficaram desaparecidos e mais de sete mil foram feitos prisioneiros.

Facebook Comments

Comentários no Facebook