Jovens acordeonistas brilham em Alcobaça

Jovens acordeonistas brilham em Alcobaça

470
PARTILHE
A Semana Internacional do Acordeão contou coma participação de 65 acordeonistas
A Semana Internacional do Acordeão contou coma participação de 65 acordeonistas

A 19ª Semana Internacional do Acordeão, na qual se integrou o 20º Troféu Nacional de Acordeão, considerado o mais importante do país nesta área musical, teve lugar entre a passada sexta-feira e domingo em Alcobaça. Na mesma ocasião realizou-se o 1º Concurso Internacional de Acordeão, tendo nele participado jovens de Portugal, Itália, Espanha, Lituânia, Bósnia, Sérvia e China.

Estes troféus contaram, na totalidade, com um corpo de júri composto por 11 elementos, de várias nacionalidades, e 65 participantes, dos quais, 15, do Algarve e Alentejo, com idades compreendidas entre os 6 e os 17 anos, alunos dos professores João Pereira, de Castro Marim, e Nelson Conceição, de Santa Bárbara de Nexe, concelho de Faro.

Hugo Madeira, de oito anos, natural de Altura, Castro Marim, aluno de João Pereira, ficou em segundo lugar no Troféu Nacional e em quarto no Troféu Internacional, na categoria Iniciados.

Os alunos de Nelson Conceição conquistaram as seguintes classificações:

Jéssica Guerreiro, 17 anos, das Ferreiras, 1º nacional e 1º internacional, na categoria Solista Variété;

Hernâni Cerqueira, 17 anos, de Tunes 1º nacional e 1º internacional, na categoria Júnior Varieté;

Tiago Conceição, 6 anos, de Loulé, 1º nacional e 3º internacional, na categoria Iniciados;

Daniel Silva, 17 anos, de Paderne, 2º nacional e 2º internacional, na categoria de Sénior Variété

João Palma, 15 anos, de Loulé, 2º nacional, na categoria Juvenil Variété, e 2º internacional, na categoria Solista Variété;

Carina Duarte, 11 anos, de Quarteira, e Hugo Afonso, de 11 anos, de Almancil, em 2º nacional e 4º internacional, na categoria de Duo A;

Pedro Palma, 15 anos, de Loulé, e Tiago Silva, de Santa Bárbara de Nexe, em 2º nacional e 4º internacional, na categoria Duo B;

André Filipe e Beatriz Filipe, respectivamente, 12 e 15 anos, de Almodôvar, 3º nacional e 4º internacional, na categoria de Duo A;

Miguel Coelho, 9 anos, de Tunes, 3º nacional e 4º internacional, na categoria Iniciados;

Mariana Coelho, 12 anos, dos Olhos d’Água, e Carolina Farias, 13 anos, da Guia, Ex aequo em 4º, em ambos os troféus, nacional e internacional na categoria Infantil.

A deslocação destes jovens acordeonistas, que conquistaram Alcobaça, e dos seus familiares, só foi possível com os seguintes apoios: Associação Mito Algarvio (Associação de Acordeonistas do Algarve); Câmara de Castro Marim; Associação Grupo dos Amigos de Loulé; Câmara de Loulé e Direcção Regional de Cultura do Algarve.

João Pereira, professor de acordeão desde 2000 e presidente do Mito Algarvio, considera que “a participação dos jovens algarvios nestes encontros nacionais e internacionais são de elevada importância, não só, para uma salutar e pedagógica competição entre os estudantes, mas também, para a projecção e dignificação deste instrumento musical no Algarve e no País. Se dúvidas houver, num reportório de 38 músicas diferentes que estes estudantes exibiram em dois dias, treze, pertencem a autores algarvios, o que denota a importância deste instrumento musical para a cultura da região”.

A iniciativa foi organizada em parceria pela ASCAL (Associação de Acordeão de Alcobaça) e pela Orquestra Típica e Coral de Alcobaça.

Facebook Comments

Comentários no Facebook