Análises pedidas pela Câmara de Vila Real contrariam resultados do IPMA

Análises pedidas pela Câmara de Vila Real contrariam resultados do IPMA

446
PARTILHE
Análises do IPMA estão a ditar a interdição de captura de bivalves entre Tavira e Vila Real
Análises do IPMA estão a ditar a interdição da captura de bivalves entre Tavira e Vila Real

A Câmara de Vila Real de Santo António coloca em causa os resultados das análises do Instituto do Mar e da Atmosfera (IPMA) que, há várias semanas, “estão a ditar a interdição de captura de bivalves na zona litoral entre Tavira e Vila Real”, e pede “uma resposta clara ao secretário de Estado do Mar sobre as condições e fiabilidade com que são realizados os testes”.

Na base desta decisão estão os resultados das análises requeridas pela própria Câmara Municipal ao laboratório oficial e devidamente certificado (ISO 9001:2008 e ISO 14899:2007) que efectua as análises para a Junta de Andaluzia (Espanha), “cujos valores revelam que a presença de toxinas na costa do concelho é inferior aos mínimos legais, pelo que a apanha de bivalves não deveria estar proibida”, adianta a autarquia vila-realense em nota de imprensa.

“Esta é uma situação que nos deixa severamente preocupados, pelo que exigimos uma clarificação sobre o que se está a passar no nosso litoral. Se dois laboratórios oficiais apresentam resultados diferentes para o mesmo tipo de testes, teremos que apurar a situação até às últimas consequências”, afirma Luís Gomes, presidente da câmara local.

“A interdição, que se arrasta há semanas, está a provocar grandes dificuldades às dezenas de famílias do concelho que vivem da actividade da mariscagem. Por isso, é tempo de clarificar os dados e levantar as interdições ou activar desde já os respectivos fundos de compensação”, prossegue Luís Gomes.

Esta tomada de posição acontece dias depois de a Câmara de Vila Real de Santo António e os mariscadores da Baía de Monte Gordo se terem reunido com o secretário de Estado do Mar, Manuel Pinto de Abreu, para avaliarem as consequências económicas dos embargos da captura de bivalves na zona L9, localizada na Praia de Monte Gordo.

Nesta reunião, a autarquia de Vila Real já havia solicitado ao secretário de Estado do Mar maior rapidez na divulgação dos resultados das análises que estão na base das interdições de apanha e captura de moluscos bivalves, tendo em consideração que os parâmetros publicados na página do IPMA estão desactualizados, reportando aos meses de Março e Maio.

 

Facebook Comments

Comentários no Facebook