Casa das Artes de Tavira celebra 30 anos

Casa das Artes de Tavira celebra 30 anos

590
PARTILHE
A Casa das Artes de Tavira comemora 30 anos com um vasto programa de eventos
A Casa das Artes de Tavira comemora 30 anos com vasto programa de eventos

A Casa das Artes de Tavira comemora 30 anos com um vasto programa de eventos culturais que damos a conhecer.

Assim, até ao próximo dia 5 de Setembro, pode ser apreciada a instalação “A Sala de Ruth – Ruth’s Room”, com performances e intervenções musicais periódicas, curadoria e produção do professor Ilídio Salteiro. A instalação inclui 30 objectos e peças de pintura, desenho, fotografia e escultura de 30 artistas que se destacaram ao longo destes 30 anos e cuja obra é considerada significativa para a história da nossa arte contemporânea.

“Tavira – Mar e Terra” é como se intitula a exposição patente na Casa das Artes até ao próximo dia 28, constituída por obras (pintura, fotografia, gravura e desenho) produzidas nos últimos 30 anos em Tavira, que tiveram como tema a cidade, da autoria de Albertina Sousa, Bartolomeu dos Santos, Carlos Oliveira Cruz, Catarina Baleiras, Catarina Mendes, Dora Iva Rita, Dudlen Weaderley, José Faria, José Lamas, José Nuno Lamas, Jun Shirasu, Maria Gabriel, Maria Tomás, Max Werner, Miguel Andrade, Miguel Proença, Paco Aguilar, Penny Brewill, Pierre Caran, Roberto Barbosa, Salvato Telles de Meneses, Sinde Felipe, Thérèse Joly e Vespeira.

Até ao próximo dia 14 pode ser visto, na entrada do lagar, o vídeo-instalação documental “Gravura em Tavira 1985-2015”, produzido e realizado por José Nuno Pereira e Ana Catarino.

Na próxima terça-feira, dia 11, pelas 22 horas, vai ter lugar na Casa das Artes, a apresentação de “Inventário do Pó”, uma obra de Joana Bertholo, editada pela Caminho, inspirada na composição musical “Um Argentino no Deserto” de René Bertholo.

No dia 15 de Agosto, pelas 22 horas, realiza-se a conferência/debate “Descentralização Cultural – actividade cultural nas cidades de província”, que contará com a participação de Sampaio de Novoa, António Lamas e Salvato Telles de Meneses e com a presença de Alexandra Gonçalves, directora regional da Secretaria de Estado da Cultura.

No dia 18 de Agosto vai ter lugar, na entrada do lagar, a apresentação da vídeo-instalação “Mergulho no Ano Novo”, com a presença dos realizadores Marco Martins e João Brás e dos artistas Fernanda Guerra, Carlos Lopes e Álvaro Regueira.

No dia 20, pelas 22 horas, será a vez do concerto “Half o’clock”, com Nuno Ferreira na guitarra e Patrícia Proença na bateria

No dia 22 a Casa das Artes apresentará a Ópera Multimédia “Itinerário do Sal – Miso Ensemble”, com Miguel Azguime (composição, textos e performance), Paula Azguime (encenação e vídeo), Perseu Mandillo (realização vídeo), André Bartetzki (programação vídeo) e Miso Studio (desenvolvimento tecnológico).

A exposição colectiva “Cadavre Exquis” estará patente naquele equipamento cultural entre 29 de Agosto e 5 de Setembro. Trata-se de obras produzidas a partir de intervenção sobre a gravura “Atlantis” (1971) de Bartolomeu dos Santos pelos artistas plásticos: Ana Eliseu, Bertílio Martins, Ivo, Manuel Furtado dos Santos, Margarida Palma, Miguel Andrade, Oona Grimes, Pedro Proença, Samuel Rama e Susanne Themlitz.

A Casa das Artes, situada na Rua João Vaz Corte Real, nº 96, em Tavira, está aberta todos os dias, das 21.30 às 00.30 horas, sendo os eventos inaugurados sempre às 22 horas.

Mais informações disponíveis através do email casadasartes.tavira@gmail.com ou do site www.acasadasartes.org .

Facebook Comments

Comentários no Facebook