Obras na Igreja de Santo António podem ser visitadas

Obras na Igreja de Santo António podem ser visitadas

390
PARTILHE
Câmara de Lagos já investiu cerca de 210 mil euros na intervenção da igreja
Câmara de Lagos já investiu cerca de 210 mil euros na intervenção da igreja

As obras de conservação e restauro da abóbada na Igreja de Santo António, em Lagos, Monumento Nacional do Séc. XVIII, continuam a decorrer a bom ritmo, prevendo-se que as mesmas estejam concluídas no final de Setembro.

Segundo explica a autarquia lacobrigense, “para uma próxima fase já estão previstos trabalhos de iluminação (exterior e interior) e recuperação/limpeza da talha dourada”.

A primeira visita às obras do segundo monumento mais visitado do Algarve (cerca de 100 mil visitas registadas por ano) decorreu recentemente. Ainda que a igreja esteja aberta ao público de forma obrigatoriamente condicionada (com a instalação de um andaime que ocupa grande parte do interior da igreja), passa agora a ser possível conhecer, de perto, toda a intervenção que está a decorrer na abóbada deste exemplar único do património religioso da cidade de Lagos e onde poderá conhecer pormenores curiosos sobre a arquitectura ilusionista ali retratada.

Para os próximos dias 14, 21 e 28 de Setembro estão a ser organizadas visitas orientadas por Pedro Gago, conservador-restaurador a prestar consultoria técnica à autarquia, sendo as primeiras duas destinadas aos munícipes, e a última a guias intérpretes. As visitas decorrerão à segunda-feira (dia de encerramento ao público do Museu e Igreja), a partir das 11 horas, para grupos máximos de 15 pessoas, sendo o ponto de encontro à entrada do Museu (inscrições prévias gratuitas e obrigatórias para as visitas de dias 14 e 21 – através do Museu Municipal/282 762 301).

A ideia destas visitas é, de acordo com o executivo municipal, a de “valorizar o bem cultural, envolvendo os próprios munícipes de uma forma muito mais directa nas iniciativas de preservação de um património que é de todos nós”.

Para dar continuidade a esta importante intervenção estão já previstos os trabalhos de recuperação da talha dourada (estima-se que rondem os 17 mil euros) e a iluminação interior e exterior da Igreja, que aguarda aprovação do projecto pela Direcção Regional de Cultura do Algarve, e que se estima que fique em 50 mil euros.

No que diz respeito às intervenções mais recentes, a autarquia revela que “já investiu cerca de 210 mil euros na intervenção da igreja, nomeadamente na recuperação da cobertura, na pintura do intradorso da abóbada e pintura exterior do edifício”.

Facebook Comments

Comentários no Facebook