Perguntas e respostas sobre dispositivos que tratam as arritmias cardíacas

Perguntas e respostas sobre dispositivos que tratam as arritmias cardíacas

622
PARTILHE
Carlos Morais Cardiologista e Presidente da Associação Bate Bate Coração.
Carlos Morais *

A Associação Bate, Bate Coração identificou as principais dúvidas colocadas pelos portadores de pacemakeres e Cardioversores Desfibrilhadores Implantáveis (CDI’s), dois tipos de dispositivos utilizados no tratamento de arritmias cardíacas:

– Depois de implantado é possível sentir-se o dispositivo?

Dificilmente, uma vez que em virtude da sua dimensão e peso reduzido, os dispositivos mais modernos quase não se sentem. Assim que a ferida resultante da operação tiver cicatrizado, a maioria dos doentes aceita o pacemaker/CDI como algo natural.

– Posso praticar desporto ou executar alguma actividade física?

O pacemaker/CDI é um dispositivo muito robusto e não restringe a sua esfera de actividades físicas. Pelo contrário, poderá voltar a fazer coisas que antes seriam impensáveis devido à sua doença. Pode, por exemplo, fazer caminhadas, andar de bicicleta e praticar natação. A sua vida sexual também não tem de se alterar.

– O dispositivo é visível por baixo da roupa?

Não. Actualmente estes dispositivos têm um tamanho tão reduzido que são implantados numa pequena bolsa de pele na zona do tórax.

– Posso viajar sem problemas?

Sim. O seu pacemaker/CDI deve proporcionar-lhe a maior mobilidade possível. Pode viajar para qualquer país, embora deva informar o seu médico. Pois ele poderá fornecer-lhe contactos úteis do seu país de destino, caso surja uma situação de emergência. Deve, também, levar sempre consigo o seu cartão de portador de pacemaker/CDI, devendo apresentá-lo no controlo de segurança do aeroporto.

– Posso engravidar apesar de ser portadora de um pacemaker/CDI?

Sim. As doentes com pacemaker/CDI têm tido uma gravidez normal e deram à luz crianças perfeitamente saudáveis. No entanto, deve falar com o seu médico acerca de uma possível gravidez no contexto da sua doença cardíaca.

Para acesso a mais informações sobre este e outros temas relacionados com arritmias cardíacas visite o site: www.batebatecoracao.pt.

* Cardiologista e presidente da Associação Bate, Bate Coração

Facebook Comments

Comentários no Facebook