Temporal inundou esculturas de areia

Temporal inundou esculturas de areia

508
PARTILHE
Várias das esculturas ficaram parcialmente inundadas devido ao temporal
Várias esculturas ficaram parcialmente inundadas devido ao temporal

Várias das esculturas de areia de músicos famosos que fazem parte do Festival Internacional de Esculturas de Areia, a realizar em Pêra, Silves, ficaram parcialmente inundadas devido ao temporal que assolou o Algarve, indicou a organização.

De acordo com a organização, o festival vai encerrar ao público até esta quarta-feira, caso não piorem as condições atmosféricas, para que “possam ser reparadas algumas peças, situadas na zona mais baixa da exposição”.

O festival de esculturas de areia exibe este ano cerca de cem cenas, para o que foram usadas 40 mil toneladas de areia para retratar momentos de música erudita e música popular, vários ídolos musicais contemporâneos e música tradicional de diferentes países

Por outro lado, a ACRAL, associação de comércio e serviços da região do Algarve alertou que “ainda está a ser feito um balanço dos estragos, mas as estimativas apontam para avultados danos materiais em lojas, restaurantes, cafés, bares, casas e infra-estruturas públicas”.

A ACRAL solidarizou-se também com “os familiares e amigos da vítima mortal das inundações de domingo, não esquecendo os cidadãos e empresas também afectadas pelas cheias registadas um pouco por todo o Algarve, mas com maior incidência em diversas zonas dos concelhos de Albufeira e Loulé”.

Várias pessoas ficaram desalojadas no domingo, no concelho de Albufeira, devido a inundações provocadas pela chuva que fustigou a região, desconhecendo as autoridades o número exacto de pessoas afectadas.

Um homem, que estava desaparecido desde a tarde de domingo em Areias de Boliqueime, freguesia do concelho de Loulé, no Algarve, foi encontrado hoje sem vida, disse à Lusa fonte da GNR de Faro.

(Agência Lusa)

Facebook Comments

Comentários no Facebook